Dicas de Filmes pela Scheila: Musical
Mostrando postagens com marcador Musical. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Musical. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "A Encruzilhada (1986)"

A Encruzilhada (1986)"As coisas mudaram nesse lugar, mas pensando bem, elas continuam as mesmas."

"Crossroads" é um drama musical estilo coming-of-age [filme sobre amadurecimento], lançado em 1986. O roteiro escrito por John Fusco é uma constante referência à lenda do blues, Robert Johnson. A direção ficou a cargo de Walter Hill. 

A trama não gira em torno de Robert Johnson, apesar de estar diretamente ligado com sua história. O foco desse filme é Eugene Martone ( Ralph Macchio), um jovem estudante de música clássica que é apaixonado por blues. Mesmo criticado constantemente por seu professor por não se decidir para qual lado irá seguir: blues ou música clássica.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "A Irresistível Salomé (1945)"

"Com seu grau e meu cérebro poderíamos ganhar esta guerra."

"Salome, Where She Danced" é um faroeste musical dirigido por Charles Lamont, a partir do roteiro de Laurence Stallings. O lançamento aconteceu em 1945.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu acervo de filmes antigos. Para assistir no VK clique AQUI. Para assistir no OK.ru clique AQUI.

A trama começa na Virgínia em 1865, pouco depois da rendição do general Robert E. Lee (John Litel)  na Batalha de Appomattox Court House. Um correspondente de guerra, Jim Steed (Rod Cameron), troca comentários com o conde Conde Erik Von Bohlen (Albert Dekker), um arrogante oficial do exército prussiano que serviu durante a Guerra Civil Americana.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "O Fantasma da Ópera (1943)"

O Fantasma da Ópera (1943)"Seu sofrimento e loucura serão esquecidos. Sua música e seu concerto permanecerão."

"The Phantom of the Opera" é um musical de horror dirigido por Arthur Lubin, a partir do roteiro escrito por Samuel Hoffenstein e Eric Taylor. O filme é baseado na obra literária de Gaston Leroux e é o primeiro (e único) filme colorido do ciclo de monstros da Universal.

Ganhou o Oscar de Melhor Fotografia em Cores e Melhor Direção de Arte. Foi indicado também nas categorias de Melhor Gravação de Som e Melhor Trilha Sonora de um Musical.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu acervo de filmes antigos. Para assistir no VK clique AQUI. Para assistir no OK.ru clique AQUI.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Que o Céu a Condene (1946)"

Que o Céu a Condene (1946)"Posso suportar sua vaidade, mas não que massacre minha interpretação."

Lançado em 1946, "Deception" é um film-noir do diretor Irving Rapper. O roteiro foi escrito por John Collier e Joseph Than e teve como base a peça Monsieur Lamberthier de Louis Verneuil.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu acervo de filmes antigos. Para assistir no VK clique AQUI. Para assistir no OK.ru clique AQUI.

quarta-feira, 7 de março de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Inside Llewyn Davis - Balada de um Homem Comum (2013)"

"O quê? Desistir? E simplesmente sobreviver?"

"Inside Llewyn Davis" é mais um ótimo filme dos irmãos Ethan e Joel Coen, que além de dirigirem o filme, também escreveram o roteiro. Lançado no Festival de Cannes em 2013, foi indicado ao Oscar nas categorias de Melhor Fotografia e Melhor Mixagem de Som. No Globo de Ouro recebeu indicações de Melhor Canção, Melhor Ator - Musical ou Comédia e Melhor Filme - Musical ou Comédia. Concorreu o BAFTA como Melhor Fotografia, Melhor Roteiro Original e Melhor Som.

Este filme é uma bela homenagem à música folk. A trama gira em torno do músico Llewyn Davis (Oscar Isaac), um homem que vaga pelas ruas do Greenwich Village sem casaco, sem dinheiro e sem destino, durante o rigoroso inverno da Nova York de 1961.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Em Ritmo de Fuga (2017)"

Em Ritmo de Fuga (2017)
"Não há nada de errado em ser meio calado."

Assisto poucos filmes de ação, gosto do gênero mas acabo sempre deixando para depois, e assistir "Baby Driver" foi uma das melhores surpresas que tive este ano em relação à filmes. Escrito e dirigido por Edgar Wright, o filme foi aclamado pela crítica e público, sem dúvida merece todos os elogios, é um thriller policial eletrizante com uma trilha sonora deliciosa de ouvir.

Lançado em 2017, "Baby Driver" foi indicado ao Oscar nas categorias de Melhor Edição, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som. Venceu o BAFTA na categoria de Melhor Edição e foi indicado também como Melhor Som. No Globo de Ouro foi indicado como Melhor Ator - Musical ou Comédia e no Critics' Choice Awards foi indicado como Melhor Filme de Ação.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Viva: A Vida é uma Festa (2017)"

Viva: A Vida é uma Festa (2017)
"Aproveite o seu momento."

"Coco" é uma encantadora animação musical da Pixar. Lançado em 2017, o filme foi baseado em uma ideia original de Lee Unkrich, aperfeiçoada por Adrian Molina que tem a função de codirigir a produção. A direção ficou a cargo do próprio Lee Unkrich. Venceu o Oscar nas categorias de Melhor Filme de Animação e Melhor Canção Original. Venceu o Globo de Ouro como Melhor Animação. Venceu o BAFTA na categoria de Melhor Animação.

Quem ainda não assistiu, não perca mais tempo, é uma animação belíssima visualmente, com personagens cativantes, trilha sonora deliciosa de ouvir e uma narrativa emocionante.

Somos apresentados a Miguel (Anthony Gonzales), um garotinho que deseja ser músico ao encantar-se pela vida, obra e pessoa de Ernesto de La Cruz (Benjamin Bratt), um lendário cancioneiro mexicano, mas que já é falecido.
A paixão e devoção pela música transformam seus dias, o garoto passa a sentir-se dividido entre o que gostaria de fazer e o que necessita fazer por pressão familiar, especialmente Abuelita (Renée Victor), uma senhora de personalidade forte que odeia a arte da música, desencorajando seu neto.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
Quando Abuelita o descobre com um violão nas mãos, as coisas não acabam muito bem. A explicação para o banimento da música sob o teto da família é causado por um suposto abandono do pai de Miguel, que também era músico.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
No entanto, nada faz crer Miguel que deva adotar uma vida diferente. Então, parte em uma jornada durante o feriado especial, onde encontra o túmulo de De La Cruz. É durante a celebração do Día de los muertos, na qual acredita-se que as almas voltam para visitar seus entes queridos e, portanto, milhares de pessoas constroem altares para preservar suas memórias e colocam comida de oferenda, que ocorre toda a mágica do filme.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
Em frente, está depositado seu misterioso violão. Ao tocar o violão do seu falecido ídolo De la Cruz, Miguel é transportado para uma dimensão vibrante e colorida, conhecida como Land of the Dead (Terra dos Mortos), habitada somente por aqueles que ainda são lembrados no mundo dos vivos.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
Nesta jornada Miguel aprende, se diverte e vive o seu sonho de menino, com o auxílio do interesseiro, intrigante e divertido Héctor (Gael García Bernal), um morto que está prestes a desaparecer por já não ser lembrado por quase ninguém ainda vivo.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
Abordar em um filme de animação um tema tão complexo como a morte, é arriscado, mas "Viva: A Vida é uma Festa" consegue transformar toda a complexidade em delicadeza. A maneira como a cultura mexicana é retratada no filme é fascinante. Os rituais e preparativos das famílias mexicanas para o Dia De Los Muertos (equivalente ao Dia de Finados, aqui no Brasil), são bem detalhados nesta produção. Particularmente desconhecia essa tradição mexicana de lembrar dos mortos com músicas e celebrações, uma maneira diferente e muito bonita de lembrar dos entes queridos.
A estética do filme é incrivelmente bela, as pontes feitas de folhas de um tom laranja vibrante é uma das coisas mais belas que já vi em filmes do gênero. Quer seja as casas e edifícios multicoloridos na cidade dos mortos ou as ruas de pedras e paredes descascadas no mundo dos vivos, tudo é detalhado nos mínimos detalhes. "Viva: A Vida é uma Festa" é uma explosão de cores que encanta quem assiste.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
Destaque também para a excelente trilha sonora que de Michael Giacchino, que incorpora instrumentos típicos e gêneros específicos às suas composições, reforçando a atmosfera cultural mexicana. Enquanto a melodia "Un Poco Loco" é super divertida, "Remember Me", música central para a narrativa é riquíssima em significado para a história.
Viva: A Vida é uma Festa (2017)
"Viva: A Vida é uma Festa" é uma das animações mais bonitas que já tive o privilégio de assistir, também emociona em diversos momentos por enfatizar os laços familiares e a importância de manter viva na memória nossos ancestrais. 
Viva: A Vida é uma Festa (2017)

Duração: 105 minutos
Categorias: Animação, Aventura, Comédia, Musical, Fantasia, Família, Mistério
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0

domingo, 11 de junho de 2017

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Annie (1982)"

"Tem certeza que só adora dinheiro, poder, capitalismo? Essas coisas não vão retribuir seu amor."

"Annie" é uma adorável comédia musical lançada em 1982 e dirigida por John Huston. O roteiro escrito por Thomas Meehan e Carol Sobieski foi baseado na história em quadrinhos "Little Orphan Annie", publicadas no jornal Chicago Tribune entre 1924 e 2010. O criador Harold Gray faleceu em 1968, porém diversos cartunistas deram continuidade ao seu trabalho. Em 1977 foi criado o musical "Annie" que fez enorme sucesso na Broadway.

Existem alguns remakes deste filme, totalmente desnecessário na minha opinião. "Annie" é um filme oitentista cuja história se passa na década de 1930. Os cenários e figurinos nos remetem aos anos 30, tem charme e elegância da época misturados aos nostálgicos anos 80, época de seu lançamento. Ao repaginar a trama para os dias atuais, o filme perdeu seu encantamento.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Textual description of firstImageUrl

Filme: "La La Land: Cantando Estações (2016)"

La La Land: Cantando Estações (2016)
"Alguém na multidão pode ser a pessoa que precisa conhecer. A que finalmente levará você às nuvens."

O que mais me encantou em "La La Land" foram as referências aos grandes clássicos musicais, mas o filme não apenas traz elementos dos musicais antigos, e sim apresenta a mesma estrutura, esse fato decepcionou boa parte do público que estava esperando uma obra-prima revolucionária do cinema. Antes de fazer qualquer crítica negativa sobre o filme é preciso ter em mente que "La La Land" foi feito para homenagear os musicais, não para inovar o gênero.

O jovem diretor Damien Chazelle, também roteirita, produziu uma homenagem à {Era de Ouro de Hollywood}, fazendo referências a clássicos inesquecíveis como "Casablanca", "Juventude Transviada" e "Cantando na Chuva", as cores vibrantes lembra "O Mágico de Oz", estes são apenas algumas das referências.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Natal Branco (1954)"

Natal Branco (1954)
"Não podemos confiar só no destino."

"White Christmas" é considerado um dos maiores clássicos natalinos, honraria mais que merecida. Também é um dos maiores sucessos da carreira de cantor de Bing Crosby. O requinte deste musical encanta até mesmo os espectadores que não gostam do gênero. Foi o primeiro filme rodado no formato VistaVision (um processo fotográfico tão apurado, que a própria Paramount o batizou de alta fidelidade em filme de cinema, era usado o negativo 35 mm para captação na horizontal, o que possibilitava o aproveitamento máximo da área fotográfica útil da película, resultando num efeito panorâmico e de profundidade de foco sem igual).

Lançado em 1954, o filme foi dirigido por Michael Curtiz com roteiro escrito por Norman Krasna, Norman Panama e Melvin Frank. Todas as cancões foram compostas especialmente para o filme por Irving Berlin, inclusive a canção título do filme ganhou o Oscar na categoria de Melhor Cancão Original.

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Pobre Menina Rica (1936)"

"Mas não estava mentindo, era só um jogo. E eles jogaram comigo."

Em "Poor Little Rich Girl", Shirley Temple novamente esbanja fofura e graciosidade. É praticamente impossível não se encantar com o talento da garotinha que conquistou os espectadores na década de 40, e continuou ganhando fãs com o passar das décadas. 

Aqui, "Cachinhos Dourados" interpreta uma menina rica e solitária, que sonha em ir para a escola, porém, ocorre alguns contratempos na viagem rumo ao colégio, e a garotinha descobre que a felicidade reside nas coisas simples e na humildade das pessoas. 

O filme foi dirigido por Irving Cummings e o lançamento aconteceu em 1936. O roteiro, escrito por Sam Hellman, Gladys Lehman e Harry Tugend é baseado em estórias de Eleanor Gates e Ralph Spence e também no filme mudo "The Poor Little Rich Girl", de 1917.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu perfil no VK para quem desejar assistir online ou fazer download.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Ao Compasso do Amor (1941)"

"É a primeira vez que vejo um coelho devolver a cenoura."

"You'll Never Get Rich" é uma comédia musical lançada em 1941. Escrito por Michael Fessier e Ernest Pagano, contou com a direção de Sidney Lanfield. Recebeu indicações ao Oscar 1942 nas categorias de Melhor Canção e Melhor Trilha Sonora. Foi neste filme o primeiro papel de protagonista de Rita Hayworth em uma grande produção.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu perfil no VK para quem desejar assistir online ou fazer download.

Na trama, o empresário teatral e mulherengo Martin Cortland (Robert Benchley), compra um bracelete de diamantes com a inscrição do nome de uma dançarina novata. Enquanto estava na loja de joias, Martin também compra para sua esposa Julia (Frieda Inescort) uma espátula para o seu 15º aniversário de casamento. Martin acidentalmente muda as caixas e presenteia a Julia com pulseira de Sheila (Rita Hayworth).

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "A Dupla Vida de Véronique (1991)"

"Tenho uma sensação estranha, uma impressão de não estar só."

Uma poesia em movimento, é assim que defino "La Double Vie de Véronique", filme do diretor polonês Krzystof Kieslowski. Muito mais que uma obra-prima, é cinema com Arte no sentido literal. Nunca a expressão "feito para sentir não para entender" fez tanto sentido, o filme transcende os limites da realidade e imaginação, oferecendo uma experiência sensorial única e inesquecível. 

Lançado em 1991, esta obra intimista está entre os filmes mais encantadores já produzidos, o roteiro escrito pelo próprio Krzystof Kieslowski nos convida a mergulhar fundo em um lago de mistérios e cada espectador vai desvendando segundo sua própria sensibilidade.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "O Bom Pastor (1944)"

"Ele pensa que estou aqui apenas para auxiliá-lo."

Sempre tive curiosidade de assistir "Going My Way", afinal, foi um sucesso estrondoso de bilheteria em 1944, ano do seu lançamento e, finalmente assisti e gostei do que vi. É um filme otimista, singelo, sem cinismo ou demagogia, sobre pessoas bondosas que realmente se importam com o próximo.

O roteiro foi escrito por Frank Butler e Frank Cavett, e contou com a direção de Leo McCarey, cineasta vindo da Era Silenciosa do cinema. 

Além de agradar o público, "Going My Way" também agradou a crítica e a Academia de Artes Cinematográficas, pois o filme recebeu 10 indicações ao Oscar 1945, ganhando em 7 categorias que são elas: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Canção Original, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor História Original. Outras indicações foram de Melhor Ator 2, Melhor Edição e Melhor Fotografia em Preto e Branco.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu perfil no VK para quem desejar assistir online ou fazer download.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "O Destino (1997)"

"Os filósofos acreditam que as leis religiosas são artes políticas necessárias." (Averróis)

"Al Massir" é um filme franco-egípcio,  roteirizado e dirigido pelo cineasta egípcio Youssef Chahine e lançado em 1997. Por ser um filme histórico, não atrai tanta atenção, uma pena, porque é uma produção muito boa. 

Foi ambientado na Córdoba do século XII, e conta uma parte da vida de Alu’l Walid Mohammed Ibn Ahmed Mohammed Hafld Ibn Rusd, no Ocidente, conhecido como Averróis (Nour El-Sherif), filósofo, médico e juiz de Córdoba. Ele tinha um grupo de aprendizes aos quais transmitia seus conhecimentos, além de ser um grande escritor.

sábado, 28 de maio de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Diabo a Quatro (1933)"

Diabo a Quatro (1933)"Sabe, você não parou de falar desde que cheguei. Deve ter sido vacinada com agulha de vitrola."

"Duck Soup" foi o primeiro filme que assisti dos irmãos Marx. Comecei muito bem, esta obra-prima é genial, ocupa a 5ª posição das 100 Melhores Comédias de Todos os Tempos eleita pela American Film Institute (AFI). O lançamento aconteceu em 1933, sendo escrito por Graham Greene e dirigido por Leo McCarey.

A história é simples, modesta, mas é capaz de arrancar muitas gargalhadas, e posso garantir que foi um dos filmes mais insanos que assisti e também uma das comédias mais engraçadas que tive o prazer de ver.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu acervo de filmes antigos. Para assistir no VK clique AQUI. Para assistir no OK.ru clique AQUI.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Textual description of firstImageUrl

Filme: "A Noviça Rebelde (1965)"

"Não há nada mais irresistível para um homem do que uma mulher que está apaixonada por ele."

"The Sound of Music" é um clássico musical indispensável para todos que apreciam bons filmes. Adaptado de um espetáculo da Broadway de mesmo título, contou com a direção de Robert Wise e foi o último musical escrito por Richard Rodgers e Oscar Hammerstein, pois o gênero começara a decair e os grandes estúdios o aboliram de suas futuras produções, infelizmente. 

Evidentemente, o sucesso deste filme já era esperado, mas seus realizadores foram pegos de surpresa, pois o filme acabou sendo mundialmente aclamado, lotando as salas de cinema onde quer que fosse exibido. O lançamento ocorreu em 1965.

Foram gastos cerca de 8 milhões de dólares e faturou nada menos que 286 milhões de dólares em âmbito global (isso sim que é sucesso de bilheteria). Encontra-se na 5ª posição como o melhor filme musical da história, além de ter sido preservado na National Film Registry pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos em 2001 por ser "culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo".

sábado, 19 de dezembro de 2015

Textual description of firstImageUrl

Curta-Metragem: "As Doze Badaladas Dos Sinos De Natal (2011)"

"As Doze Badaladas Dos Sinos De Natal" é um curta-metragem de animação feito para a TV em 2011 e foi dirigido por Maurício de Sousa.

O curta tem 25 minutos de duração e mostra Cebolinha ajudando a mãe com a decoração de Natal de sua casa, cheio de alegria pela data especial, mas ele é surpreendido com a chegada da Mônica muito zangada. Seu coelho havia desaparecido e ela vai tirar satisfações com Cebolinha.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Textual description of firstImageUrl

Curta-Metragem: "Santa's Surprise (1947)"

"Santa's Surprise" é um curta-metragem de animação feito em Technicolor para Famous Studios. Contou com a direção de Seymour Kneitel e o lançamento aconteceu em 1947.

O curta tem aproximadamente 9 minutos de muita fofura. Conta a história de sete crianças, uma da cada continente, todas se escondem no trenó do Papai Noel enquanto ele distribuía os presentes pelo mundo.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Canção da Rússia (1944)"

"Song of Russia" é um filme raro, lançado em 1944 pela MGM, quando a decadência da Segunda Guerra Mundial e a queda do nazi-fascismo europeu, estava prestes a ruir a aliança entre EUA e URSS para adentrarem na Guerra Fria. Contou com a direção de Gregory Ratoff.

Um fato curioso sobre este filme é que ele teve a honra, digamos assim, de ser o primeiro alvejado por um inquérito na Comissão de Atividades Antiamericanas. Em outubro de 1947, a senhora Ayn Rand, de origem russa que emigrara para os EUA em 1926, com o passaporte na mão, depôs na Comissão como testemunha de acusação do filme.

UM POUCO SOBRE MIM

Minha foto
Sou Agrônoma por formação; artesã por profissão, escritora por vocação e blogueira por paixão. O blog Dicas de Filmes pela Scheila nasceu devido a minha paixão por filmes. É mais que um blog, é uma dica de amiga para amigos, ajudando na escolha daquele filme que pode marcar sua vida.