16 janeiro 2017

Filmes para ver na Netflix - (16/01 a 23/01/2017)

Confira os filmes que encontram-se disponíveis na Netflix.

Filme: "Como Treinar o seu Dragão (2010)" - Estados Unidos da América

"Sua sinceridade é comovente."
"How to Train Your Dragon" foi dirigido por Chris Sanders e Dean DeBlois. Na ilha de Berk, os vikings dedicam a vida a combater e matar dragões. Soluço, filho do chefe Stoico, não é diferente. Ele sonha em matar um dragão e provar seu valor ao pai, apesar da descrença geral. Um dia, por acaso, ele acerta um dragão que jamais foi visto, chamado Fúria da Noite. Ao procurá-lo, no dia seguinte, Soluço não consegue matá-lo e acaba soltando-o. Só que ele perdeu parte da cauda e, com isso, não consegue mais voar. Soluço passa a trabalhar em um artefato que possa substituir a parte perdida e, aos poucos, se aproxima do dragão. Só que, paralelamente, Stoico autoriza que o filho participe do treino para dragões, cuja prova final é justamente matar um dos animais. Confira mais detalhes do filme em Como Treinar o seu Dragão.



Filme: "Contágio Letal (2013)" - Estados Unidos da América


"Tem algo errado comigo!"
"Contracted" foi dirigido por por Eric England. Conta a história de Samantha, uma garota lésbica que teve um relacionamento casual com um estranho que conheceu numa festa. No dia seguinte, ela começa a apresentar sintomas de uma doença. Depois de uma consulta no médico, este afirma que ela deve ter contraído alguma doença sexualmente transmissível. Samantha fica bastante preocupada, pois a cada dia que passa os sintomas pioram e ela não sabe o que fazer. Sua mãe logo pensa que está usando drogas, já que isso aconteceu anteriormente. Porém, fica claro que o motivo não é esse. Confira mais detalhes do filme em Contágio Letal.



Filme: "Os Aventureiros do Bairro Proibido (1986)" - Estados Unidos da América

"Só um sonho pode matar um sonho."
"Big Trouble in Little China" foi dirigido por John Carpenter. ack Burton é um motorista de caminhão durão e esperto, cuja vida errante pelas estradas leva a uma inesperada corrida contra o tempo quando a noiva de seu melhor amigo é raptada. Em uma busca frenética, Jack encontra-se em Chinatown, São Francisco, em um mundo mágico e repleto de seres estranhos governados por Lo Pan (interpretado por James Hong), um mago de 2000 anos de idade que implacavelmente controla um império de espíritos. Lutando contra demônios e enfrentando horrores indescritíveis, Jack adentra nesse mundo obscuro de Lo Pan em uma aventura incrível para resgatar a garota. Confira mais detalhes do filme em Os Aventureiros do Bairro Proibido.




Filme: "O Lobo de Wall Street (2013)" - Estados Unidos da América

"Meu nome é Jordan Belfort. No ano em que completei 26 anos eu ganhei US$ 49 milhões..."

"The Wold of Wall Street" foi dirigido por Martin Scorsese. Nos anos 1990, Jordan Belfort, o todo-poderoso do famoso banco de investimentos Stratton Oakmont, tornou-se um dos nomes mais conhecidos do mercado financeiro norte-americano. Ele era um brilhante negociador de ações cuja ousadia e truculência lhe garantiram a alcunha, alimentada por ele mesmo, de Lobo de Wall Street. Com talento para fazer milhares de dólares em apenas alguns minutos, nem sempre pelos caminhos éticos ou legais, Jordan Belfort comandava uma gangue de corretores desvairados que ele levou de Wall Street para um escritório imponente em Long Island, onde montou seu quartel-general. Mais detalhes do filme em O Lobo de Wall Street.


Filme: "O Cavaleiro Solitário (2013)" - Estados Unidos da América

"Você me conhece, me conhece pelos gritos de meus ancestrais no vento do deserto e conhecerá seus gritos de alegria quando remover e sua semente maligna da face da terra!"
"The Lone Ranger" foi dirigido por Gore Verbinski. Nesta aventura repleta de humor, Tonto, o espírito guerreiro nativo americano narra as histórias não contadas que transformaram John Reid, um homem da lei, em uma lenda da justiça, levando o público em uma acelerada viagem cheia de surpresas épicas e muito humor enquanto os dois improváveis heróis precisam aprender a trabalhar juntos e lutar contra a ganância e a corrupção. Mais detalhes do filme em O Cavaleiro Solitário.

15 janeiro 2017

100 Melhores Filmes do Século 21 - Parte 6

Os editores do BBC Culture decidiram pedir a um grupo de críticos que selecionassem os cem melhores filmes do século 21 - até o momento. O principal objetivo foi provar que o "cinema não está morrendo", mas "evoluindo". 

Organizei a lista em 20 postagens com cinco filmes em cada post, ordenada por classificação dos filmes. Prepare a pipoca, a poltrona e aproveite as sugestões.

26º Filme: "A Última Noite (2002)" - Estados Unidos da América


"Todos os homens, mulheres e crianças do mundo deveriam ir ao deserto uma vez antes de morrer. Nada a vista por quilômetros. Só areia, pedras, cactos e céu azul..."

"25th Hour" foi dirigido por Spike Lee. O jovem Monty Brogan foi recentemente condenado a 7 anos de prisão, por envolvimento em tráfico de drogas. Em seu último dia antes de se apresentar na penitenciária Monty começa a recordar sua vida e sua vontade em ser bombeiro, quando ainda criança, e como a facilidade do dinheiro do tráfico o fez mudar de rumo. Decidido a aproveitar ao máximo seu último dia de liberdade, ele decide passar uma noite fora com seus dois melhores amigos, Jakob e Francis. Confira mais detalhes do filme em A Última Noite.

Filme: "A Última Noite (2002)"

"Todos os homens, mulheres e crianças do mundo deveriam ir ao deserto uma vez antes de morrer. Nada a vista por quilômetros. Só areia, pedras, cactos e céu azul..."

"25th Hour" foi o primeiro filme que assisti do cineasta Spike Lee, e já comecei assistindo sua obra-prima. Esse filme poderoso foi lançado em 2002, pouco mais de um ano após os atentados de 11 de setembro e teve como base o romance homônimo de David Benioff. A sequencia dos créditos iniciais já passa a ideia do quanto o filme será capaz de emocionar o espectador. Vemos uma Nova York destroçada e é nessa atmosfera que emerge a história de Montgomery Brogan (Edward Norton), um jovem que amarga a proximidade de seu triste destino.

13 janeiro 2017

Cinema - Estreias de 12/01/2017

Oie Pessoal que gosta de filmes!!

Que tal um cineminha no final de semana? Então confira as estreias dessa semana.

Filme: A Criada (Agassi, 2016)
Dirigido por: Park Chan-Wook

Elenco: Kim Min-HeeKim Tae-RiHa Jung-Woo ...

Duração: 151 min

Gênero: DramaRomanceSuspense

Nacionalidade: Coreia do Sul

Classificação: 18 anos

Detalhes do filme: IMDb

Sinopse: Coreia do Sul, anos 1930. Durante a ocupação japonesa, a jovem Sookee (Kim Tae-ri) é contratada para trabalhar para uma herdeira nipônica, Hideko (Kim Min-Hee), que leva uma vida isolada ao lado do tio autoritário. Só que Sookee guarda um segredo: ela e um vigarista planejam desposar a herdeira, roubar sua fortuna e trancafiá-la em um sanatório. Tudo corre bem com o plano, até que Sookee aos poucos começa a compreender as motivações de Hideko.

12 janeiro 2017

Filme: ''Loving (2016)''

"Podemos perder as pequenas batalhas e ganhar a grande guerra."

O premiado "Loving" é um filme intimista, que revela suas delicadezas através dos silêncios. Que mesmo contido transborda intensidades. Era um dos filmes que eu mais aguardava em 2016, e após assisti-lo posso afirmar que valeu a espera, o filme é espetacular. Claro que há gostos e gostos, muitos dizem que o filme é contido, que esperavam mais do cineasta Jeff Nichols e dos protagonistas, mas eu vejo a obra de outro ângulo, a sutileza dessa história real é contada de maneira tão sublime que atinge pontos de excelência absoluta justamente por ter uma narrativa limpa.

Lançado em 2016, "Loving" concorreu o Palme d'Or no Festival de Cannes, também recebeu indicações no Globo de Ouro.

O filme conta a história real do casal Loving, ambos viveram uma linda história de amor, considerada proibida pelas autoridades do Estado da Virgínia, no EUA. 
Em 1958, auge dos conflitos raciais nos Estados Unidos, Richard (Joel Edgerton) e Mildred (Ruth Negga) decidem se casar escondido das autoridades do estado da Virgínia, onde moravam, e onde o casamento inter-racial era proibido por lei. 
Apaixonado, o casal decide então se casar em Washington, porém, quando retornam à Virgínia, Richard e Mildred recebem voz de prisão dentro da própria casa, e são mandados para a cadeia pelo ato de se casarem.
Começa então uma longa luta do casal por seus direitos civis, numa trajetória sempre marcada pelo preconceito, pela intolerância, e pelo imenso amor que sentem um pelo outro.
Como já mencionei, "Loving" tem causado bastante estranheza no público, geralmente espera-se que as pessoas que lutam por uma causa sejam mais comunicativas, e vemos aqui justamente o contrário. Richard é completamente introvertido, fala pouco e quase nunca mostra um sorriso. Mildred não é muito diferente, muito tímida e fala quase sempre olhando para o chão. E foi exatamente essa peculiaridade que chamou minha atenção, um amor tão intenso que foi capaz de mudar a constituição americana, poderia sim ser introspectivo e ainda assim transbordar sentimentos.
"Loving" é um filme extremamente relevante por ter sido ambientado em um momento delicadíssimo da história americana. A competência do trio Jeff Nichols, Joel Edgerton e Ruth Negga merece aplausos, em nenhum momento a produção força o choro fácil, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas pelo casal e retratadas no filme. Ficamos com um nó na garganta, uma revolta que vai crescendo a medida que vamos acompanhando o jogo de absurdos no qual o casal é arremessado, que continuamente passam a ser presos, perseguidos e ameaçados pelas autoridades por simplesmente se amarem e não serem da mesma raça. 
Foto real do casal Loving
Além da direção competente e das atuações sublimes, vale destacar a a extraordinária trilha sonora é sutil, nada intrusiva, aparecendo sempre como complemento e a fotografia magnífica que faz o espectador desejar entrar dentro do filme. 
"Loving" é um filme belíssimo, histórico, tocante e indispensável. Uma história real que evidência o companheirismo, ressalta o respeito mútuo, luta pelo amor livre de qualquer preconceito e nos deixa com uma vontade imensa de viver um amor assim, forte e verdadeiro. Recomendo!
Casal Loving
"Sinto falta dele. Ele cuidou de mim." (Mildred Loving)

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 123 minutos
Categorias: Biografia, Drama, romance
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0

Filme: "Instinto Secreto (2007)"

"Ah meu Deus, me dê serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar. Coragem para mudar o que eu posso. E sabedoria pra diferenciar. Aceitando esse mundo corrompido como ele é, e não como eu queria."

Quando li a sinopse de "Mr. Brooks" imaginei que seria um filmaço, daqueles que prendem o espectador na história desde o primeiro minuto. Ao assisti-lo, não consegui ficar presa à história por muito tempo, mesmo sendo um gênero que gosto bastante. Tem filmes que gosto já nos primeiros minutos, outros demoram 10, 20 minutos para chamarem minha atenção, algo que não ocorreu enquanto assistia este filme.

Lançado em 2007, o filme foi escrito por Raynold Gideon e Bruce A. Evans, que também assina a direção.

Conta a história do pacato Earl Brooks (Kevin Costner), empresário premiado e prestigiado na alta sociedade, casado com Emma (Marg Helgenberger) e dono de uma vida feliz e invejada. Só que o Sr. Brooks esconde um terrível segredo: Brooks é o famoso Assassino da Impressão Digital, um serial killer.
Acontece que Brooks é impulsionado pelo seu alter-ego Marshall (William Hurt), o qual considera ser o verdadeiro assassino. Brooks volta à ativa depois de dois anos.
Entretanto, ocorre um deslize neste crime calculado: a janela localizada no quarto onde aconteceu o crime não estava com suas cortinas fechadas. Isso faz com que Brooks seja chantageado no dia seguinte pelo fotógrafo Smith (Dane Cook), que tem imagens do momento.
No entanto, Smith exige do serial killer uma condição específica para guardar segredo, ele deseja presenciar os próximos assassinatos, só que Brooks quer parar de mater. Paralelamente, a milionária detetive Tracy Atwood (Demi Moore) está às voltas com o divórcio no qual terá de pagar um preço bem alto para a separação legal.
A detetive vem estudando os detalhes dos crimes de Brooks para tentar encontrar o assassino. Além disso, outro serial killer conhecido como "Carrasco" (Matt Schulze), que a detetive havia prendido há alguns anos, escapou da cadeia e quer vingança contra ela.
Se não bastasse, Jane Brooks (Danielle Panabaker), filha de Brooks, parece ter herdado os mesmos instintos do pai, já que é a principal suspeita de um crime da universidade que acabou de abandonar.
"Instinto Secreto" não é um filme ruim, longe disso, o roteiro até que é bom, mas achei que houve um excesso de linhas narrativas. Parece dois filmes dentro de um. No primeiro temos um ótimo drama psicológico e no segundo vemos uma trama policial bem medíocre. 
"Instinto Secreto" poderia ter sido um filme espetacular, tinha um grande potencial para isso, infelizmente acabou sendo mais um filme mediano do gênero. Mas essa é a minha opinião, não quero influenciar ninguém. Assista e tire suas próprias conclusões.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 12 minutos
Categorias: Thriller, Suspense, Policial, Drama
Classificação: 18 anos
Minha Nota: 7,8

Conteúdo Protegido

Protected by Copyscape Web Plagiarism Checker>