Filme: A Menina que Matou os Pais (2021) - Dicas de Filmes Pela Scheila

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Filme: A Menina que Matou os Pais (2021)

"A Menina que Matou os Pais" narra a versão de Daniel Cravinhos sobre os acontecimentos antes dos pais de sua namorada, Suzane, serem assassinados brutalmente no quarto do casal. Lançado em 2021, o filme foi dirigido por Mauricio Eça a partir do roteiro escrito por Ilana Casoy e Raphael Montes.

O ano é 1999. Suzane von Richthofen (Carla Diaz) e Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt) se conhecem e dias depois engatam um relacionamento amoroso. Enquanto os pais de Daniel, Astrogildo (Augusto Madeira) e Nadja (Debora Duboc), aprovam o namoro do casal, Manfred (Leonardo Medeiros) e Marísia (Vera Zimmermann) preferem ver a filha se relacionando com algum rapaz de condições financeiras semelhantes a deles.

Conforme o romance avança, Suzane se distancia dos objetivos planejados pelos pais, então o casal von Richthofen proíbe o namoro. Revoltada, Susane arquiteta um plano macabro de assassinar seus pais. Para isso, ela conta com a ajuda do namorado e de seu cunhado Cristian (Allan Souza Lima), irmão de Daniel. 

No dia 31 de outubro de 2002, Suzane leva Andreas (Kauan Ceglio) até um cyber café. Por volta da meia-noite, ela abre a porta da mansão onde vivia com os pais, para que os irmãos Cravinhos pudessem acessar a residência e, assim cometerem o crime.
Filme: A Menina que Matou os Pais (2021)
Carla Diaz em cena no filme "A Menina que Matou os Pais"

Versão dos fatos por Daniel Cravinhos


"A Menina que Matou os Pais" é um dos dois filmes lançados simultaneamente sobre um dos crimes mais chocantes ocorridos no Brasil. Esse filme mostra a versão dos fatos pelo olhar de Daniel Cravinhos, particularmente achei mais coerente com a verdade. Os dois são culpados, isso é óbvio e estão presos pelo crime. Mas todos sabemos que Suzane não era uma menina ingênua e manipulável, ela sabia exatamente o que estava fazendo quando arquitetou o assassinato dos pais.

Não é um filme ruim, talvez um pouco monótono por seguir fielmente os fatos. Ambos os filmes focam os eventos que levaram ao crime, não o ato em si. Isso pode desapontar os fãs de do gênero policial. Por outro lado, ver como o trio de assassinos planejou e concretizou um crime tão brutal, é nauseante. 

A ideia de ter dois filmes do mesmo caso com versões diferentes é bem interessante, embora algumas cenas sejam semelhantes. Não procurei saber qual a ordem para assistir os filmes, mas a minha dica é ver primeiro "A Menina que Matou os Pais", aqui temos uma visão clara da mente perturbada de Suzane von Richthofen. 

Duração: 85 minutos

Categorias: Policial, Thriller, Drama, Nacional

Classificação indicativa: 16 anos

País de origem: Brasil

Ano de lançamento: 2021

Minha nota: 6.8/10

O filme é: Previsível; Inquietante; Revoltante