Filme: Fantasmas do Passado (2017) - Dicas de Filmes Pela Scheila

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Filme: Fantasmas do Passado (2017)

Que grata surpresa foi assistir "Ég Man Þig". Lançado em 2017 e dirigido por Óskar Thór Axelsson, a partir de um enredo seu escrito em parceria de Ottó Geir Borg, tendo como base o romance de Yrsa Sigurðardóttir.

A trama já inicia tensa. Uma idosa de 71 anos de idade é encontrada morta em uma capela, causa da morte: suicídio por enforcamento. Esse fato causo estranhamento no psiquiatra Freyr (Jóhannes Haukur Jóhannesson) que acompanha a remoção do cadáver.



O profissional tenta confortar o esposo da suicida, mas também carrega uma tragédia pessoal: seu filho Benni (Gudni Geir Jóhanneson) desapareceu três anos antes e nunca foi encontrado, fato que abalou sua vida pessoal e profissional.

Em outra parte da ilha, o casal Katrin (Anna Gunndís Guðmundsdóttir) e Garðar (Thor Kristjansson) e uma amiga Lif (Ágústa Eva Erlendsdóttir) decidem reformar uma casa desabitada à décadas com o intuito de receber turistas. 

O local é praticamente isolado do resto do mundo, não há moradores próximos e nem sinal de celular. As coisas vão bem até Katrin encontrar uma cruz jogada no riacho, a partir daí ela passa a ver coisas assustadoras. 

Voltando ao caso do suicídio, Freyr encontra estranhas marcas no corpo da idosa. Sua amiga Dagni (Sara Dögg Ásgeirsdóttir), passa a investigar o caso e encontra uma relação assustadora com o sumiço de um garoto na região, sessenta anos antes. Bernódus (Arnar Páll Harðarson). O psiquiatra também passa a ter visões com um garotinho. Qual será o significado das marcas em forma de cruz nas costas?

"Fantasmas do Passado" é um thriller de mistério com uma boa dose de terror sobrenatural que me conquistou já nos primeiros minutos. Filmado nas terras gélidas da Islândia, a história é dividida em duas tramas paralelas, que a princípio não tem nada a ver uma com a outra, mas quando se interligam, deixam aquele amargor na boca. 

Assisti duas vezes, na segunda vez consegui captar os sinais que são dados no desenrolar da história, e realmente, as tramas se encaixam perfeitamente. A última cena é chocante, fiquei com um aperto no coração. O desfecho foi tão avassalador que passei dias tentando digerir o que havia visto e ficará na minha lembrança por bastante tempo. 

Entretanto, "Fantasmas do Passado" não é um filme para todos os públicos, o filme é lento, mas essa lentidão é claustrofóbica, remete a solidão do lugar, isso só aumenta a tensão. A ambientação é incômoda do inicio ao fim.

"Fantasmas do Passado" é um filme coerente. Não há aqueles sustos vazios tão comum nos filmes hollywoodianos. O que vi nesse filme foram sustos certos nos momentos certos, é um filme que foge dos clichês e jump scares previsíveis. "Fantasmas do Passado" é um dos melhores filmes do gênero na minha opinião. 

Duração: 105 minutos
Categorias: Thriller, Mistério, Terror, Drama
Classificação: 14 anos
Filme: Fantasmas do Passado (2017)

CLAUSTROFÓBICO; TENSO; PUNGENTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!