Dicas de Filmes pela Scheila: Filme: "Babel (2006)"

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Dicas de Filmes pela Scheila , Filme: "Babel (2006)" , Alejandro González Iñárritu , Drama ,
Textual description of firstImageUrl

Filme: "Babel (2006)"

Tempo de leitura:
"Eles nos olham como se fossemos monstros."

"Babel" é o realismo sendo apresentado em forma de arte. Há tempos que não assistia um filme tão impactante e intenso como este, foram 146 minutos de apreensão, agonia e medo. 

Esse filme foi dirigido por Alejandro González Iñárritu e é a terceira parte da "Trilogia da Morte" composta também pelos filmes "Amores Brutos" e "21 Gramas". Seu lançamento aconteceu em 2006.

A proximidade com a realidade é chocante, nessa trama não existe heróis ou vilões, apenas vítimas de uma atitude inconsequente que transforma a vida de várias pessoas ao redor do mundo.

A trama prioriza quatro conjunto de situações. Inicialmente, acompanhamos uma conversa dramática entre o casal Richard (Brad Pitt) e Susan (Cate Blanchett) que estão dentro de um ônibus de turismo no sul do Marrocos.
Babel
Nessa mesma região, Abdullah (Amit Murjani) negocia um rifle de grande potência e munições com seu amigo Hassan Ibrahim (Abdelkader Bara). Ele ensina seus filhos a usarem a arma para matar os chacais que estão atacando as suas cabras. Ahmed (Said Tarchani) e Youssef (Boubker At El Caid) sobem as montanhas para proteger o rebanho de cabras.
Entretanto, numa atitude inconsequente, um dos meninos acaba atirando em um ônibus. Justamente, o ônibus era o mesmo em que estava o casal de americanos e Susan acaba sendo ferida gravemente pelo tiro.
A partir desse momento, o filme mostra como a brincadeira de mau gosto realizada pelos meninos irá afetar a vida de muitas pessoas em vários pontos do mundo. Afetará a vida de Amélia (Adriana Barraza), ela é uma mexicana que mora ilegalmente nos Estados Unidos e trabalha como babá dos filhos de Richard e Susan.
Babel
Para ir no casamento do filho, Amélia leva as crianças para o México, e contará com a ajuda do sobrinho Santiago (Gael García Bernal). Porém, as coisas não vão sair conforme foi planejado pela babá.
Afetará a vida do empresário Yasujiro (Koji Yakusho) que mora no Japão, ele foi responsável pela arma ir parar nas mãos dos meninos, pois deu o rifle de presente para Hassan.
Babel
Ele tenta superar a morte trágica da esposa e ajudar a sua filha Chieco (Rinko Kikuchi), uma adolescente surda-muda que está enfrentando problemas para se relacionar com os rapazes, devido a perda repentina da mãe.
Babel
Afetará a rotina de Hassan que será acusado de terrorismo pelas autoridades marroquinas e americanas.
Também em Marrocos, a vida de Richard vai virar do avesso, pois o ônibus de turismo encontrava-se numa região distante dos centros médicos e Susan perdeu muito sangue, e sua situação se agrava a cada minuto que passa.
E a vida dos meninos que brincavam com o rifle jamais será a mesma...
"Babel" é sem dúvida, um dos filmes mais inteligentes e chocantes que assisti. Precisarei rever para conseguir captar todos os detalhes e digerir as reflexões que o filme provocou em mim. A trama é "um tapa na cara" de todos os espectadores, pois é impossível não se sensibilizar ao ver as consequências de um ato. Muitas vezes, temos atitudes impensadas, proferimos palavras erradas e nem nos damos conta que isso poderá afetar seriamente a vida de outras pessoas.
Com uma belíssima fotografia, roteiro impecável, atuações excelentes e direção feita com maestria só poderia render nessa belíssima obra-prima do cinema contemporâneo. Um detalhe: - a história não é sequencial. Recomendo para todos que apreciam filmes bons, inteligentes e profundos.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 143 minutos
Gênero: Drama
Classificação: 16 anos
Minha Nota: 10,0