17/07/2015

Filme: "O Lobisomem (1941)"

"Mesmo o homem que é puro no coração, e faz suas orações à noite, pode se tornar um lobo quando a maldição do lobisomismo floresce e a lua do outono brilha."

"The Wolf Man" foi o primeiro filme que criou algumas das regras básicas da licantropia (doença mental na qual seres humanos imaginam ser homens-lobos) no cinema, como: prata sendo o ponto fraco de uma lobisomem, a transformação só ocorre em noites de lua cheia, a maldição transmitida através da mordida de um lobisomem e o pentagrama como o símbolo do lobo (esta última regra eu não conhecia), mas enfim, este clássico faz parte da safra dos consagrados monstros da Universal Pictures, sendo indispensável para quem gosta do gênero de terror/horror. Foi escrito por Curt Siodmak, sendo produzido e dirigido por George Waggner. O lançamento aconteceu em 1941.

A história começa quando Larry Talbot (Lon Chaney Jr.) retorna para sua terra natal no interior da Inglaterra, logo após a trágica morte do irmão, depois de passar dezoito anos nos Estados Unidos, e resolve junto com seu pai, Sir John Talbot (Claude Rains), cuidar da propriedade da família.
Pouco tempo após seu retorno à cidade, ele se interessa por uma garota local chamada Gwen Conliffe (Evelyn Ankers) que trabalha na loja de antiguidades do pai.
Como pretexto para falar com ela, Larry compra uma bengala decorada com um ornamento de prata, com desenhos de um lobo e de um pentagrama, e resolve chamá-la para visitar a feira cigana que acabara de se instalar na cidade.
Gwen comenta que este é o símbolo do lobisomem, um 'homem que se transforma em lobo em certas épocas do ano'. Mas Larry ri das superstições da moça.
Naquela noite, Larry sai com Gwen e a amiga dela, Jenny (Fay Helm), e vão para o acampamento dos ciganos. 
Jenny pede ao cigano Bela (Béla Lugosi) que leia a sua mão. Quando este vai ver a sorte da moça, ele tem a visão de um pentagrama na mão da garota e imediatamente pede que ela saia do acampamento.
Enquanto o casal conversa próximo de uma tenda, eles ouvem gritos de Jenny e Larry corre até ela na mata e ao tentar salvá-la acaba matando o animal com sua bengala com a ponta de prata. Porém, acaba sendo mordido pela fera.
Mais tarde a mãe do cigano, Maleva (Maria Ouspenskaya), conta à Larry que seu filho era um lobisomem, e que agora ele está condenado a se transformar no monstro por causa da mordida que recebeu.
A maldição do lobisomem se manifesta sempre na visão de um pentagrama na palma da mão da futura vítima da criatura. E o jovem Talbot acaba descobrindo sua nova condição de monstro após matar algumas pessoas.
"O Lobisomem" foi um grande sucesso na época do seu lançamento, principalmente pela excelente direção e ótimo roteiro que faz uso de antigas lendas folclóricas. O clima macabro também deu uma ar misterioso ao filme, vemos cenários com castelos góticos e sequências filmadas à noite em florestas com espessas e intensas névoas, misturadas à árvores fantasmagóricas.  
"O caminho que trilhaste foi espinhoso, embora não por tua própria culpa. Como a chuva entra no solo, o rio corre para o mar, as lágrimas correm para o fim predestinado. Teu sofrimento acabou, agora vai achar paz pela eternidade.
"O Lobisomem" é um ótimo clássico que recomendo. O filme encontra-se em domínio público e está disponível no VK.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 70 minutos
Gênero: Terror, Drama, Fantasia, Clássico, Domínio Público
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 9,4

Nenhum comentário:

Postar um comentário