Filme: Blade Runner 2049 (2017) - Dicas de Filmes Pela Scheila

pesquisar

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Filme: Blade Runner 2049 (2017)

"Blade Runner 2049" é um filme de ficção científica neo-noir lançado em 2017. Dirigido pelo talentoso Denis Villeneuve, o filme é uma sequência do clássico sci-fi "Blade Runner", de 1982, sendo escrito pelos roteiristas Hampton Fancher e Michael Green.

Ganhou o Oscar nas categorias de Melhor Fotografia e Melhores Efeitos Especiais, também foi indicado nas categorias de Melhor Mixagem de Som, Melhor Direção de Arte e Melhor Edição de Som. No BAFTA ganhou como Melhores Efeitos Especiais e Melhor Fotografia, foi indicado como Melhor Designer de Produção, Melhor Trilha Sonora, Melhor Montagem, Melhor Maquiagem e Melhor Som. 

Nem sempre revisitar um clássico é algo ruim, "Blade Runner 2049" é a prova que pode existir uma sequência tão boa quanto a obra original. Trinta anos se passaram, agora o novato oficial K (Ryan Gosling), um Blade Runner que conseguiu a façanha de desenterrar um terrível segredo que tem o potencial de mergulhar a sociedade no completo caos.

Esse fato o coloca na mira da poderosa corporação chefiada pelo misterioso Niander Wallace (Jared Leto), responsável pela fabricação dos novos modelos de replicantes, já que a Tyrell Corporation foi à falência.

A descoberta acaba colocando K no rastro de seu predecessor, Rick Deckard (Harrison Ford), desaparecido há 30 anos. K tem consciência de que é um replicante, mas começa a criar consciência de que há algo maior sua programação binária pode compreender.

O romance virtual entre K e sua inteligência artificial holográfica, Joi (Ana de Armas), cria uma atmosfera melancólica aumentando ainda mais a sensação de solidão que o filme transmite ao espectador. Ansiamos para que o impossível aconteça.

"Blade Runner 2049" é um filme que supera as expectativas até mesmo dos mais pessimistas, afinal, muitos apostavam que essa sequência seria um desastre. Confesso que também não estava confiante, "Blade Runner" é uma obra-prima que influenciou praticamente todos os filmes de ficção científica que se sucederam. No entanto, essa sequência me surpreendeu positivamente, o enredo não ficou preso a elementos do seu antecessor, buscando expandir o universo além das fronteiras de Los Angeles.

A fotografia de Roger Deakins é sublime, um verdadeiro espetáculo visual. "Blade Runner 2049" não segue fielmente os elementos estéticos do noir, mas não perde sua qualidade em nenhum momento. Já a trilha sonora de Benjamin Wallfisch e Hans Zimmer se encaixa perfeitamente nas cenas.

"Blade Runner 2049" não só questiona o que define a vida, como instiga o debate sobre o que é a realidade. Não resta dúvida que o filme absorveu toda a essência da obra original e expandiu o universo trazendo ao espectador um debate sobre o cotidiano atual. Limitar quem somos pelo que os outros julgam de nós é criar celas, mas cada um possui sua chave, basta apenas tomar coragem e abrir a prisão.

"Todos nós estamos procurando por alguma coisa real."

Duração: 165 minutos
Categorias: Ficção Científica, Mistério, Drama, Suspense
Classificação: 14 anos
Filme: Blade Runner 2049 (2017)

CHARMOSO; ENVOLVENTE; REFLEXIVO