16 de abril de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "O Insulto (2017)"

"Pessoas humilhadas procuram se desvalorizar."

Lançado em 2017, "L'insulte" foi o representante do Líbano na corrida pelo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Escrito e dirigido por Ziad Doueiri, o filme concorreu o Leão de Ouro, o Leão de Prata, o Prêmio Especial do Juri e também como Melhor Roteiro no Festival de Veneza.

A trama nos apresenta a Toni Hanna (Adel Karam), proprietário de uma oficina em um distrito cristão na capital, Beirute, ele é casado com Shirine (Rita Hayek), que está grávida de uma menina. Os dois vivem bem na capital, mas Shirine deseja mudar-se para outro distrito, porém seu marido não quer abandonar a cidade, principalmente porque ele é um apoiador do Partido Cristão (Forças Libanesas).

Mas a vida do casal muda drasticamente quando um pequeno incidente cotidiano ocorrido durante reparos na infraestrutura local. A troca de uma simples calha ganha enorme proporção após um insulto feito pelo palestino Yasser Salameh (Kamel El Basha), que trabalha numa empreiteira que presta serviços a um deputado consertando logradouros da cidade.
Toni deixa cair água suja em Yasser, este lhe propõe consertar sua calha, pedido negado pelo mecânico. Mesmo assim ele realiza o conserto, mas logo em seguida Toni destrói a nova calha. Yasser fica indignado e no calor da raiva profere três palavras de ofensa ao proprietário, este exige um pedido de desculpas, mas Yasser é orgulho demais para isso. O silêncio dele inflama o ego de Toni. 
A agressão verbal se transforma em agressão física da parte de Yasser. Logo, Tony entra na justiça para a prisão do agressor. A partir daí acompanhamos uma crescente bola de neve de acontecimentos absurdos, extremos e cada vez mais graves, que abalam a estrutura das famílias envolvidas.
Apesar de orgulhoso, Yasser aparenta ser uma pessoa tranquila, já Toni transpõe uma personalidade bastante fria. Ambos tem muitas camadas que aos poucos vão sendo retiradas e vemos o quão parecidos eles são. É fascinante acompanhar a transformação destes dois personagens ao longo do filme. 
"O Insulto" é um drama de tribunal de alto nível, mas vai além, é também um estudo de personagem que nos instiga a pensar. Aos poucos vamos descobrindo fatos da vida dos dois homens que "justificam" suas condutas. A tensão no filme é crescente, cada nova cena é uma surpresa, e por mais triste que possa parecer, o intolerante tem suas justificativas para agir daquela maneira. Acredito que a ética deve prevalecer sempre, porém, julgar alguém que cometeu uma atitude leviana sem antes conhecer seu histórico de vida, transforma aquele que julga em leviano também.
"O Insulto" é um filme muito bem feito, o enredo diverte em alguns momentos, mas sem perder o foco que é mostrar o que palavras ditas no calor da raiva podem desencadear, também traz para perto do espectador a tensão vivida pelos libaneses e palestinos. Os diálogos são ótimos e as atuações muito realistas, só não gostei da trilha sonora que achei muito melancólica. No mais, é um filme que deve ser visto por todos que apreciam o cinema alternativo.  
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 112 minutos
Categorias: Drama, Suspense
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 9,7

Nenhum comentário:

Coleção Filmes de Domínio Público