18 de fevereiro de 2018

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Marshall (2017)"

"Eu só represento pessoas inocentes, pessoas acusadas por causa da raça. Essa é minha missão."

"Marshall" é um drama biografico dirigido por Reginald Hudlin e escrito por Michael e Jacó Koskoff. Lançado em 2017, o filme recebeu indicações ao Oscar na categoria de Melhor Canção Original. Também recebeu indicação no Critics' Choice Awards como Melhor Canção Original.

Este filme de tribunal acompanha um dos primeiros casos do jovem Thurgood Marshall (Chadwick Boseman), que anos mais tarde veio a ser o primeiro juiz afro-americano da Corte Suprema Americana.

Marshall é convocado pelo NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor), a defender Joseph Spell (Sterling K. Brown), negro acusado de estuprar e de tentar matar Eleanor Strubing (Kate Hudson), mulher branca rica para quem trabalhava, em Bridgeport, Connecticut.
Aliado a isso, há Sam Friedman (Josh Gad), advogado judeu especializado em causas securitárias, que é contratado inicialmente apenas para fazer com que Marshall, já que o mesmo não atua em Connnecticut, seja aceito na causa, Friedman abraça a defesa sob a tutela do colega.
O juiz Foster (James Cromwell) permite a presença de Marshall apenas como consultor e espectador na mesa do réu. O o procurador que atua na acusação é Loren Willis (Dan Stevens), racista ao extremo, ele consegue ganhar antipatia do público logo que entra em cena.
Ambientado na década de 1940, "Marshall" lembra um daqueles clássicos filmes de tribunal, se igualando em estilo às inesquecíveis produções da época. O que se torna um ponto positivo, pois se trata de um filme histórico, que reconta uma passagem importante na trajetória do advogado Thurgood Marshall.
"Marshall" é um filme competente, porém, senti falta de aprofundamento no seu protagonista, o ator Chadwick Boseman faz uma grande atuação, mas em diversos momentos se torna coadjuvante da história. A impressão que tive foi que Reginald Hudlin fez um filme leve para agradar a todos e não incomodar ninguém. Ou seja, vai de contramão a postura da pessoa que ele está retratando. Mesmo assim, o filme é genuíno na sua tentativa de recontar fatos da vida profissional de um homem que se esforçou para mudanças admiráveis.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 118 minutos
Categorias: Biografia, Drama, 
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 8,7

Nenhum comentário: