17 de dezembro de 2017

Textual description of firstImageUrl

Filme: "Lembranças de um Amor Eterno (2016)"

"A mente humana nunca será capaz de entender o infinito, nem sequer entender verdadeiramente o amor."

Lançado em 2016, "La corrispondenza" é um filme menor do grande cineasta italiano Giuseppe Tornatore, que também assina o roteiro.

A trama  acompanha Amy (Olga Kurylenko), uma estudante universitária que tem um romance com seu professor de astrofísica, Edward (Jeremy Irons).
O romance dura seis anos, mas ocorre mais por correspondências, chamadas de vídeos e emails que encontros físicos, entretanto, isso não parece atrapalhar. Ela também trabalha como dublê, fazendo acrobacias perigosas durante cenas de ação.
Porém, ao participar de um conferência, e, no exato momento que Amy troca email com Ed, descobre que ele havia morrido há alguns dias. Desesperada, ela viaja até a cidade onde o professor morava com sua família e tenta descobrir algo sobre seu amado.
Mas o que parecia uma triste história de amor interrompida por um trágico destino não chega ao seu término com a morte dele. Ed deu seu jeito de continuar se correspondendo com ela, para isso depende da ajuda de alguns 'cúmplices'. 
O professor tem uma mensagem especial para cada ocasião e Amy acaba mergulhando nelas. Até um certo momento eu estava apreciando essa maneira diferente de se comunica do além-túmulo, mas não demorou muito para que isso me incomodasse, a garota torna-se dependente das migalhas de amor deixadas por seu amado. É difícil aceitar a perda de um grande amor, mas ficar refém de um sentimento que jamais poderá ser correspondido novamente {não nessa vida} é por demais doloroso. Me compadeci pela personagem e lá pelas tantas do filme comecei a odiar essa maneira nada natural de se comunicar, eu acredito no amor eterno, mas não nesse tipo de romantismo que só faz sofrer.
Logo que comecei a assistir esse melodrama, lembrei do famoso "PS: Eu Te Amo", o enredo dos dois filmes tem várias coisas em comum, porém, aqui temos um toque científico, digamos assim. "Lembranças de um Amor Eterno" é um filme melancólico e a trilha sonora assinada pelo compositor Ennio Morricone só reforça a carga emocional pesada. 
"Lembranças de um Amor Eterno" tem uma ambiguidade perigosa, a maneira de ser interpretada vai depender exclusivamente de cada espectador. Alguns irão gostar do romantismo doloroso mostrado na obra, outros {me incluo} vão ficar incomodados. A fotografia enigmática e as teorias de física quântica são a parte mais interessante no filme, no mais, esse melodrama só agradará um público bem restrito.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 116 minutos
Categorias: Drama, Romance
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 7,8

Nenhum comentário: