12/12/2017

Filme: "Eles Vivem (1988)"

"Eles nos controlam. Eles são nossos mestres. Acordem, estão todos sobre você, tudo ao seu redor!"

"They Live" é mais um excelente filme do cineasta John Carpenter. O roteiro, assinado por Carpenter foi baseado no conto "Eight O’Clock in the Morning", de Ray Nelson.

O filme foi lançado em 1988, e apesar dos efeitos especiais serem datados, a crítica exposta permanece atual. Vivemos em um mundo cheio de mensagens sublimares e é preciso ter bastante cuidado para não tornar-se uma marionete nas mãos dos manipuladores. Enquanto assistia, refletia sobre a dominação que as mídias tem sobre as grandes massas, mas o filme não aborda apenas o consumismo desenfreado, é recheado de metáforas com ótimas críticas políticas, sociais e intelectuais, ao mesmo tempo que provoca muitos risos. 

Na trama, conhecemos John Nada (Roddy Piper), um trabalhador braçal que chega a Los Angeles em busca de trabalho e vai para uma fábrica.
Lá ele faz amizade com Frank (Keith David), que o convida para ‘morar’ em um abrigo destinado aos sem teto. Neste local, John descobre na igreja da comunidade uma espécie de resistência, onde as pessoas pregam sobre a dominação das classes operárias pelos ricos empresários e políticos, mas durante uma operação repressiva, a polícia destrói o local e prende os organizadores da resistência.
Na confusão, John encontra uma caixa de óculos escuros aparentemente comuns, porém ao usá-los consegue enxergar horrendas criaturas alienígenas disfarçadas de seres humanos, bem como as mensagens subliminares que elas transmitem através da mídia em geral. Essas mensagens ditam ordens de consumismo e dependência {algo mais atual, impossível}.
John percebe que os invasores já estão controlando o planeta e, juntamente com seu amigo Frank, decide se engajar no movimento de resistência, que é perseguido como subversivo pela polícia. 
Frank só acredita em John após uma longa luta que dura uns cinco minutos de socos e chutes. Algumas pessoas consideram essa cena desnecessária, mas eu interpretei da seguinte forma: muitas pessoas se recusam de sair da "matrix" e enxergar a realidade com outros olhos, aqueles que se propõem a mostrar as verdades escondidas enfrentam um processo longo e doloroso {como a luta}.
Considero sensacional as diversas maneiras que o cineasta ilustrou as mensagens subliminares. Textos impessoais, objetivos e diretos {Obedeça; Consuma; Não Pense}, inseridos em propagandas em locais propícios. Na época do filme, as pessoas eram obcecadas em assistir televisão, nos dias atuais as pessoas tem obsessão com a própria imagem na internet.
"Eles Vivem" mostra o quanto as diferentes mídias influenciam nosso modo de viver,  nossas emoções, e nem percebemos. Apesar de ser um filme B, com baixo orçamento, atuações ruins e efeitos grosseiros, a mensagem que transmite é atemporal. O filme também é uma homenagem aos ícones do cinema de ação da década de 1980. 
"Eles Vivem" é uma ficção científica com toques de terror e muita ação, que vem conquistando fãs ao redor do mundo e se tornou um clássico Cult. É um filme que instiga o espectador a refletir, mas nem por isso deixa de ser um entretenimento, a produção precária, os efeitos toscos e as atuações medíocres rendem várias gargalhadas. 
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 93 minutos
Categorias: Ficção Científica, Ação, Terror, Cult
Classificação: 16 anos
Minha Nota: 9,5

Nenhum comentário:

Postar um comentário