24/09/2017

Filme: "A Vida de David Gale (2003)"

"...Viver de desejos não traz a felicidade. O verdadeiro significado de ser humano é a luta para viver por ideias e ideais..."

"The Life of David Gale" não foi bem aceito pelo público e crítica especializada na época do seu lançamento, em 2003. Mas, ao assisti-lo não entendi o porque deste filme ter fracassado nas bilheterias, o roteiro escrito por Charles Randolph é bem amarrado e o filme contou com a direção de Alan Parker, cineasta que admiro por ter excelentes filmes em seu currículo.

A trama gira em torno David Gale (Kevin Spacey), professor de filosofia da Universidade do Texas e ativista de um movimento contra a pena de morte.
Ironicamente, Gale é condenado à pena de morte. Três dias antes da execução decide contar sua história a repórter Elizabeth Bloom (Kate Winslet). A repórter é conhecida por garantir o sigilo de suas fontes, tendo até mesmo passado alguns dias presa por se negar a revelar uma delas.
Gale passa a narrar sua vida, uma história inacreditável, envolvendo alcoolismo, a melhor amiga Constance Harraway (Laura Linney), que está com leucemia, um advogado incompetente e um governador que adoraria vê-lo morto.
Por vários momentos Elizabeth questiona se está sendo manipulada pelo acusado. Dúvidas surgem: quais são as intenções de Gale revelar sua história faltando somente três dias para sua morte? Se ela deveria investigar o assassinato por conta própria? Se ele é inocente ou culpado?
Novas pistas vão surgindo no decorrer da trama e Elizabeth começa a desvendar o mistério que caminha para um final surpreendente, mas que não me impressionou, porque já imaginava esse desfecho.
"A Vida de David Gale" conseguiu prender minha atenção do inicio ao fim. Gosto de assistir filmes que abordam temáticas polêmicas. Tenho minha opinião formada em relação à pena de morte: sou a favor da pena de morte para crimes hediondos {homicídio, latrocínio, estupro}, mas é extremamente importante que a justiça avalie minunciosamente todas as provas, e a pena só deve ser aplicada quando não há nenhum evidência de inocência do acusado. Por ter essa visão, e opinião sobre o assunto, achei interessantíssimo a história contada neste filme, onde um inocente caminha para o corredor da morte.
Discordando da maioria da crítica, não vejo este filme como um "panfleto contra a pena de morte", a genialidade do filme está justamente em instigar as pessoas a refletirem sobre o assunto, mas sem forçá-las a mudar de opinião, ou seja, quem é contra a pena de morte continuará pensando da mesma maneira após assistir o filme, o mesmo acontece com que é a favor. Posso falar por mim, pois continuo com a mesma opinião, mesmo após ter assistido "A Vida de David Gale" duas vezes. 
"A Vida de David Gale" é um filme que deve ser assistido por todos, sempre é bom conhecer todos os fatos - ou quase todos, antes de formar uma opinião sobre qualquer assunto. A mensagem mais forte que obtive do filme foi: "até aonde uma pessoa é capaz de ir para defender sua ideia?".
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 130 minutos
Categorias: Thriller, Drama, Policial
Classificação: 18 anos
Minha Nota: 9,4

Um comentário:

  1. Bom Filme, gostei na altura, 1º Pelo Kevin Spacey que gosta bastante, 2º Pelo Alan Parker, 3º A Kate Winslet , a historia esta muito bem feita com o suspense tipico que o Alan Parker coloca nos seus filmes! por fim fala na questão da Pena de Morte, polémica mas em alguns casos poderia ser justa. Parabéns pelo Blog, vou tentar seguir.

    ResponderExcluir