05/07/2017

Filme: "Testemunha de Acusação (1957)"

"A gratidão pode se tornar muito cansativa."

"Witness for the Prosecution" é um clássico baseado em um conto escrito pela 'rainha do crime', Agatha Christie. Estreou em 1957 e contou com a direção do renomado diretor Billy Wilder, que também escreveu o roteiro em parceria com Harry Kurnitz. Foi indicado ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Edição, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Gravação de Som.

Impecável, é o melhor adjetivo para descrever "Witness for the Prosecution". Já assisti dezenas de filmes com reviravoltas surpreendentes, mas nenhum outro filme conseguiu despertar em mim tantas sensações e emoções como este, terminei de assisti-lo com a certeza de que fui enganada durante os 116 minutos, e não fiquei chateada por isso, fiquei feliz por ter tido a oportunidade de assistir o maior filme de tribunal de todos os tempos. 

Logo no inicio da trama somos apresentados a Sir Wilfrid Robarts (Charles Laughton), um renomado advogado conhecido pela sua capacidade em ganhar casos considerados impossíveis. No entanto, ele se recupera de problemas de saúde e diante disto esta terminantemente proibido de aceitar casos criminais que provoquem fortes emoções.
Vigiado constantemente pela enfermeira Plimsoll (Elsa Lanchester), ele decide que irá levar uma vida mais tranquila, ficando longe dos tribunais.
Contudo, o carismático Leonard Vole (Tyrone Power) o procura, apresentando ao experiente jurista uma situação desafiadora, na qual Vole se encontra na posição de principal suspeito de um assassinato em que seu único álibi é sua esposa.
Vole relata que, nos últimos meses, vinha encontrando constantemente uma senhora viúva e rica, Emily French (Norma Varden), e que desenvolveram uma forte amizade. Porém, a idosa é encontrada morta em sua casa, vítima de um crime. Ele não teria motivos para cometer o crime, entretanto, uma herança surge inesperadamente, complicando ainda mais a vida do rapaz.
Sem pensar duas vezes, Sir Wilfrid rejeita o caso devido suas restrições médicas e o passa para seu colega de confiança Brogan Moore (John Willians). Mas, eis que entra em cena a ardilosa esposa de Vole, Christine (Marlene Dietrich), e consegue cativá-lo, fazendo com que posteriormente ele aceite o caso.
A partir desse momento, a trama se concentra no julgamento do caso, recheado de discussões ácidas entre defesa e promotores, e uma série reviravoltas vão se manifestar ao longo de toda a narrativa, culminando em um dos finais mais surpreendentes da história do cinema. 
Uma curiosidade interessante sobre o filme é que, enquanto estava em exibição nos cinemas, funcionários distribuíam às pessoas que iam ver o filme uma carta, na qual estava escrito 'eu juro solenemente não contar o final de "Testemunha de Acusação" para quem ainda não o viu', a publicidade do cartaz que fazia o mesmo apelo, tamanha a quantidade de reviravoltas que o roteiro reserva nos seus quinze minutos finais. Portanto, se você já viu, em hipótese alguma deve revelar o desfecho para aqueles que ainda não assistiram.
"Testemunha de Acusação" é um filme perfeito. A fotografia preto&branco é um charme à parte, sombria e elegante ao mesmo tempo. Os diálogos inteligentes e ácidos prendem o espectador dentro da história o tempo todo. A direção é espetacular, marco registrado de Billy Wilder, cineasta consagrado que possui em seu currículo clássicos inesquecíveis. O roteiro bem estruturado só poderia ter sido originado da mente genial da escritora inglesa Agatha Christie, teve alguns pontos acrescentados pelo diretor, mas nada que foge da concepção original. O elenco é formidável, vemos atuações dignas dos maiores prêmios que e merecem serem sempre lembradas pelo público. E o desfecho, que final inimaginável... 
Resumindo, "Testemunha de Acusação" é um filme soberbo, inesquecível, que atinge o patamar da perfeição. E paro a postagem por aqui, antes revele algumas reviravoltas e isso seria algo imperdoável. Assista, reveja e continue revendo, porque vale cada segundo.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 116 minutos
Categorias: Policial, Mistério, Drama, Thriller, Clássico, Tribunal
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 10,0


Nenhum comentário:

Postar um comentário