30/07/2017

Filme: "Corra! (2017)"

"A mente é algo terrível de se desperdiçar."

"Get Out" é o mais novo fenômeno do gênero de terror, ao meu ver merece todos os elogios, afinal, é um filme original e criativo. Escrito e dirigido com competência pelo estreante Jordan Peele, que gastou gastou 5 milhões de dólares em sua produção faturou mais de 200 milhões de dólares, entrando para o top 10 das maiores bilheterias de terror de todos os tempos. 

Lançado em 2017, "Get Out" não é apenas criativo, é tenso e repugnante. Essa repugnância não se encontra em cenas "nojentas", e sim no racismo velado. O filme arranca as máscaras daqueles que tentam camuflar seus preconceitos. É um grande exemplo de como abordar um assunto extremamente importante nos dias atuais.

Na trama acompanhamos o casal Chris (Daniel Kaluuya) e Rose (Allison Williams), que estão namorando há cerca de cinco meses e resolvem fazer uma visita aos pais da moça. Todavia, há um detalhe preocupante para Chris: sua namorada não avisou a família que ele é negro. Para ela isso não importa, afinal os pais não são racistas.
Durante a viagem Rose atropela um cervo na estrada e o animal acaba morrendo, por algum motivo (entenderemos no decorrer do filme) Chris se identifica com o animal morto. E quando chegam na residência dos Armitage, Chris sente um certo desconforto, pois estranhamente os empregados  Georgina (Betty Gabriel) e Walter (Marcus Henderson), são negros.
O pai, Dean (Bradley Whitford), a mãe, Missy (Catherine Keener), eu Jeremy (Caleb Landry Jones), o irmão, aparentemente não parecem racistas, mas se analisarmos suas falas, percebemos nas entrelinhas todo o racismo velado. Chris procura não ficar constrangido, mas as coisas começam a ganhar proporções estranhas quando Missy diz que gostaria de fazer uma sessão de hipnose no rapaz para que ele deixe de fumar. A partir daí algo assustador começa a acontecer...
A sensação de que algo está errado é constante no filme. Exploramos junto com o protagonista toda aquela situação estranha com pessoas amigavelmente hostis. Cada diálogo aparentemente banal, soa pesado, carregado de arrogância e prepotência. E, logo percebemos que existe algo muito ruim naquele lugar, mas não sabemos exatamente o que é.
"Corra!" é um dos filmes recentes mais inquietantes que assisti. Fiquei com uma sensação horrível durante toda a narração, é como se estivesse dentro da trama, enfrentando junto com o protagonista toda aquela falsidade mascarada de boas intenções. 
Mesmo com toques sutis de humor, "Corra!" conseguiu me deixar inicialmente curiosa, depois tensa, e por fim, agoniada. Diferente da maioria, eu gostei do desfecho, achei justo e diferente daquilo que estamos acostumados a ver em filmes do gênero. 
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 104 minutos
Categorias: Terror, Mistério
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 10,0


Nenhum comentário:

Postar um comentário