30/05/2017

Filme: "Longe Dela (2006)"

"Você poderia ter me abandonado, mas não o fez, continua aqui comigo."

"Away from Her" é um filme canadense lançado em 2006 no Festival de Internacional de Cinema de Toronto e também foi apresentado no Festival Sundance de Cinema. Foi escrito e dirigido por Sarah Polley. O filme concorreu o Oscar nas categorias de Melhor Atriz e Melhor Roteiro Adaptado. Ganhou o Globo de Ouro na categoria de Melhor Atriz - Drama e recebeu indicação ao BAFTA na mesma categoria.

Nesta trama sensível e delicada conhecemos a história do casal Grant (Gordon Pinsent) e Fiona (Julie Christie). Eles levam uma vida tranquila e feliz, mas certo dia ela começa a demonstrar pequenas perdas de memória, que se agravam conforme os dias passam.
Após procurar uma especialista, vem a confirmação: Fiona está com a doença de Alzheimer. À princípio ela reluta, porém, passa a aceitar a doença e coagita a possibilidade de ficar internada numa clinica especializada.
Apesar de não aceitar a decisão da esposa, Grant leva Fiona para a clínica. Observando o local, Grant vê que os idosos que estão internados desenvolvem várias atividades como quebra-cabeças, leitura de livros, atividades esportivas, e são incentivados a manter a vida social entre eles, além de acompanhamento médico. No entanto, uma regra incomodou Grant, o fato de não poder visitar a esposa no prazo de 30 a partir da internação, para facilitar a adaptação ao novo ambiente.
Passados os 30 dias para a primeira visita, Grant vai ao resort encontrar Fiona. Chegando lá, ele vê uma roda de internos jogando baralho em uma mesa, e sua esposa ao lado de Aubrey (Michael Murphy), o mais novo 'melhor amigo' de Fiona.
Ao se aproximar para conversar com a esposa, Grant percebe que ela já não o reconhece mais, mesmo assim, Grant vai visitar a esposa todos os dias na esperança de que em algum momento Fiona lembre-se dele...
"Longe Dela" não é apenas um filme sobre Alzheimer, vai além, mostra que são as recordações que mantem as pessoas vivas, sem lembranças seríamos como zumbis perambulando sem vida. A maneira magistral como a doença é mostrada coloca o espectador dentro da história, que vivencia a dor de uma pessoa ao perder o sentido de sua existência. 
É um filme de sutilezas. Assistir "Longe Dela" foi uma experiência sensorial. Impossível não criar expectativas toda vez que Grant vai visitar a esposa, também é impossível não ficar com o coração apertado ao ver que Fiona não se recorda do esposo. Ela o esqueceu, ele sabe disso mas não consegue esquecê-la nem por um momento. Ele precisa voltar a ser feliz, mas como? Como esquecer alguém que ama? 
A fotografia é encantadora, toda em cores sóbrias traduzindo a dureza das verdades não ditas. A trilha sonora também é maravilhosa, toda instrumental, deixando a obra ainda mais impactante. A direção e as atuações são dignas de Oscar. Enfim, "Longe Dela" é lindo, delicado, envolvente e lírico. É um filme de sentimentos, principalmente daqueles que são guardados em segredo. Um filme sobre amor no sentido genuíno do sentimento.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 110 minutos
Categorias: Drama, Indie
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 9,6

Nenhum comentário:

Postar um comentário