10/05/2017

Filme: Coisas que Perdemos pelo Caminho (2007)"

"Um dia de cada vez."

"Things We Lost In The Fire" foi lançado em 2007, sendo escrito por Joseph Minion e dirigido por Susanne Bier.

Esse drama fala sobre perdas e superação. Mostra as dificuldades em aceitar o luto e a luta diária para sair do vício. Vamos acompanhando a história de duas pessoas totalmente diferentes, mas que possuem algo em comum: Brian. E o destino acaba ligando essas duas pessoas através de uma tragédia, diante disso, ambos terão que buscar forças para suportar a dor da perda e descobrir que sempre há uma luz no final do túnel.

Na trama, conhecemos o casal Audrey (Halle Berry) e Brian Burke (David Duchovny), eles vivem uma relação praticamente perfeita. Tem estabilidade financeira, casa própria e podem dar do melhor para seus dois filhos. Porém, o mundo de Audrey desaba com a notícia que acaba de receber: Brian, seu marido, foi morto em um ato de violência o qual ele não tinha qualquer ligação.
Magoada e recusando-se a conformar-se com o ocorrido, assim como seus filhos, ela inesperadamente convida o amigo do marido que é viciado em drogas para morar em sua garagem. 
Apesar de Jerry Sunborne (Benicio Del Toro) não entender o convite, pois julgava que ela o odiava. Ele vê nesta oportunidade a chance de recuperação, além de se aproximar da família do amigo que ele tanto estimava.
Logo Audrey e Jerry unem forças para lidar com seus piores medos e com a perda, enquanto os filhos de Audrey e de Steven, Harper (Alexis Llewellyn) e Dory (Micah Berry), enfrentam a sua maneira tudo o que está acontecendo.
Apesar de melancólico, "Coisas que Perdemos pelo Caminho" é um drama interessante de assistir. A direção da dinamarquesa Susanne Bier é competente. As atuações também são ótimas, destaque para Halle Berry que está segura em seu personagem, e principalmente para o ator Benicio Del Toro, que como sempre está formidável. Poucos atores conseguem dar tanta intensidade aos personagens como ele.
Além de abordar sobre perdas, "Coisas que Perdemos pelo Caminho" toca em outros temas, como aproximação, expectativas e carências. Mas não aquele é 'dramalhão' aonde várias coisas ruins acontecem sem um porquê. Aqui tudo é perfeitamente plausível.
É um filme leve e pesado ao mesmo. O título brasileiro ficou ótimo, afinal, na vida de todos há "Coisas que Perdemos pelo Caminho". 

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 118 minutos
Categorias: Drama, Indie
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 9,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário