09/04/2017

Filme: "A Descoberta (2017)"

"Não sei por que achamos que vai ser diferente em outro lugar..."

"The Discovery" é um filme original da Netflix lançado em 2017. Foi dirigido por Charlie McDowell e escrito por ele em parceria com Justin Lader.

Instigante e melancólico são as palavras perfeitas para definir a mais nova produção da Netflix. Demorei para adentrar na história deste filme, confesso que achei a primeira parte bastante entediante mesmo sendo apreciadora de obras contemplativas, mas, lá pelas tantas da trama, aconteceu algo que capturou minha atenção e acabou me conquistando, principalmente pela maneira como terminou. 

Na trama, o cientista Thomas Harber (Robert Redford) revela ao mundo uma pesquisa que levou 40 anos, ele conseguiu descobrir a existência da vida após a morte.
Essa descoberta causa mais de 1 milhão de suicídios em seis meses. O cientista aceita dar uma entrevista para reverter a situação, no entanto, algo sai errado e Thomas desaparece. Will (Jason Segel), filho do cientista, acredita que essa descoberta trouxe mais mal do que bem e tentará convencer Thomas a acabar com a pesquisa.
Will procura seu pai e descobre que Thomas continua trabalhando, querendo descobrir o que existe "do lado de lá". Nesse meio tempo, Will conhece Isla (Rooney Mara), uma mulher problemática que busca no suicídio a solução para seus traumas.
Will se apaixona por Isla em meio a um turbilhão de descobertas. A crescente paixão de Will por Isla rende ótimos diálogos (e reflexivos) em cenas despretensiosas, algumas bem engraçadas.
"A Descoberta" tem uma narrativa bastante lenta, com uma leve utilização da trilha sonora apenas em momentos específicos, isso acaba causando estranheza no público mais acostumado com filmes cheios de ação.
O que vemos aqui não é um thriller de ficção científica, também não é um filme sobre vida pós-morte, muito menos um drama existencial. É uma obra reflexiva sobre atitudes que tomamos erroneamente e suas consequências.
"A Descoberta" está longe de ser uma super-produção, mesmo assim é um filme interessante por abordar temas que enfatizam questionamentos. E se a Ciência provasse a existência de vida após a morte, o que aconteceria? As pessoas abririam mão desta vida em busca de outra vida do "lado de lá"? Será que aumentaria o número de suicídios? E se "do lado de lá" não fosse melhor, se fosse apenas uma extensão desta vida, uma continuação de algum ponto que erramos? 
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 110 minutos
Categorias: Drama, Mistério, Romance
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 8,3

Um comentário: