25/02/2017

Filme: "Estrelas Além do Tempo (2016)"

"Os direitos civis nem sempre são civis."

"Hidden Figures" é um filme inspirador, edificante e importante, pois retrata uma história real ocorrida durante a corrida espacial americana, também é um filme necessário porque induz o espectador a refletir sobre um tema que ainda é recorrente nos dias atuais, o preconceito sofrido pelas mulheres no seu ambiente de trabalho, essa discriminação já deveria ter sido extinguido da nossa sociedade, juntamente com o racismo.

Baseado no livro de Margot Lee Shetterly, "Hidden Figures" contou com a direção do cineasta Theodore Melfi, que também assina roteiro ao lado de Allison Schroeder. Recebeu indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Adaptado. Também recebeu indicações e prêmios em vários eventos importantes do cinema. O lançamento aconteceu em 2016.

A trama se passa em 1961, quando o QG da NASA ainda estabelecido em Langley, na Virgínia {Estado segregado entre brancos e negros} estava em atividade febril na tentativa de tirar do papel, e lançar no espaço, o projeto Mercury. 
E enquanto John Glenn (Glen Powell) juntamente com outros astronautas esperavam os cientistas descobrir uma maneira para colocá-los em órbita da Terra, os soviéticos estavam já dois passos à frente.
Nessa época não havia computadores e um IBM gigante estava sendo montado em Langley, e a montanha de contas gerada pelo projeto era feita manualmente, por centenas de calculistas. Muitas desses calculistas eram mulheres, pois durante a Segunda Guerra, sem força de trabalho masculina disponível, a Aeronáutica começara a empregá-las. 
Entre as mulheres, havia as calculistas negras, numa sala à parte em um porão do campus, praticamente escondido, onde a srta. Mitchell (Kirsten Dunst), era a supervisora. É neste cenário que está Dorothy Vaughn (Octavia Spencer), que anseia por uma promoção para o cargo de supervisora.
As calculistas são Katherine Goble (Taraji P. Henson), uma exímia matemática que trabalha em um setor responsável por cálculos na NASA, dedicado apenas a mulheres negras, e Mary Jackson (Janelle Monáe), que pretende concorrer a uma vaga de engenheira.
Quando Katherine é recrutada por Vivian para trabalhar na equipe do experiente Al Harrison (Kevin Costner), ela descobre a equação necessária para garantir a segurança da missão americana que pretende lançar pela primeira vez um homem ao espaço.
Sempre unidas antes e após o expediente de trabalho, essas mulheres fortes enfrentam sozinhas os preconceitos. Katherine é diariamente hostilizada pelos colegas, todos homens e brancos. Dorothy tem todos os seus pedidos de promoção sabotados pelo intermédio de Vivian e Mary não consegue desempenhar a função de engenheira por ser impedida de ingressar uma universidade.
Mesmo com tantas dificuldades, o trio não desiste de provar as singularidades que possuem, visualizando os obstáculos não como limites, mas como incentivos para continuarem perseverando sem jamais desistir. 
"Estrelas Além do Tempo" é um filme bonito, que apesar da feiura degradante do preconceito, mostra as conquistas de mulheres inteligentes, ousadas, e acima de tudo, muito femininas. Mesmo modesto, cumpre lindamente o seu papel de retratar algumas das dificuldades enfrentadas pelas mulheres nas décadas passadas. 
Da esquerda para a direita: Dorothy Vaughan, Kathryn Johnson e Mary Winston Jackson

Enquanto assistia  o filme analisava as situações, infelizmente evoluímos pouco. As mulheres ainda tem salários menores se comparado ao dos homens. O preconceito vem sendo dominado, mas ainda existe em diversas áreas, e o racismo já deveria ter sido abolido a muito tempo atrás, entretanto, ainda está enraizado em alguns corações maldosos, que teimam em se "achar" superiores por causa da cor. 
"Estrelas Além do Tempo" trouxe ao público três histórias reais mostrando o quanto a segregação tirou da humanidade, impedindo-a de crescer mais rápido. A mensagem que essa obra transmite não é batida, e sim necessária, precisamos entender os brotos de sementes sombrias da História que teimam em vingar, arrancá-los dos corações para que no futuro sejamos uma sociedade formada por pessoas livres de qualquer tipo de preconceito.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 127 minutos
Categorias: Biografia, Histórico, Drama
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário