01/01/2017

Filme: "Divinas (2016)"

"Quanto mais bonita for mais você sofre."

"Divines" foi aclamado pela crítica e ovacionado no Festival de Cannes em 2016, ano de seu lançamento, também é um dos filmes mais premiados do ano, venceu o Caméra d'Or em Cannes e CineVision Award em Munique, e está concorrendo o Globo de Ouro na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. 

O filme é uma produção original da Netflix que foi dirigido por Houda Benyamina e escrito por ela em parceria com Malik Rumeau e Romain Compingt. Apresenta uma história realista contada de maneira crua e poética. Um filme que emociona e revolta ao mesmo tempo.

A trama gira em torno de duas jovens, Dounia (Oulaya Amamra) e Maimouna (Déborah Lukumuena), o sonho das garotas é enriquecer o mais rápido possível.
As duas garotas moram em um gueto, uma comunidade verdadeiramente carente, o tráfico local se confunde com a religião. Com isso, acabam se envolvendo com Rebecca (Jisca Kalvanda), uma traficante local. 
O sonho de Dounia em vencer na vida é o combustível da obra. Mesmo sabendo que a moça deseja enriquecer de maneira ilícita, é impossível não torcer por ela. A amizade que Dounia e Maimouna é algo tão puro e bonito de assistir, que entrei em desespero com o desfecho do filme. Chorei como se tudo aquilo que vi fosse verdade. 
Todas as dificuldades que Dounia enfrenta no colégio e em casa faz ela ter ataques de raiva e somente sua melhor amiga Maimouna para acalmá-la. Mas a projeção de uma vida melhor vai além do tráfico no subúrbio da França, Dounia estabelece uma relação poética com jovem dançarino Djigui (Kevin Mischel). Uma relação que começa por simples implicância, mas que vai crescendo entre os personagens ao ponto de envolver o espectador dentro da história.
"Divinas" é um filme diferente, o enredo é original e envolvente e o elenco atua de maneira tão convincente que o filme parece um documentário de tão realista. É utopia pensar que a vida na Europa é perfeita, enquanto assistia imaginava o quanto a realidade brasileira se assemelha à de outros países. 
"Divinas" traz representatividade para as telas com verdade e emoção, sem precisar se forçar a ser politicamente correto. Filme forte, chocante e necessário. Assisti por acaso, mas não foi por acaso que o filme entrou para a lista dos meus favoritos. Recomendo sem ressalva, pois é um filme que merece ser conhecido por todos os apreciadores do bom cinema.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 105 minutos
Categorias: Policial, Drama
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo Correspondente