03/01/2017

Filme: "Brinquedo Proibido (1952)"

"Tome! Guarde por cem anos."

É difícil, praticamente impossível não se emocionar ao assistir o maravilhoso filme francês ''Jeux Interdits". Os horrores da Segunda Guerra Mundial são retratados pelo olhar inocente de duas crianças. O cineasta francês René Clement realizou uma abordagem indireta, dando enfoque às maneiras como a guerra afeta a vida cotidiana das pessoas, principalmente das crianças.

Essa obra impressionante e humaníssima do cinema francês foi escrita pelo próprio René Clement em parceria com Pierre Bost e François Boyer. Lançado em 1952, ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, também ganhou o BAFTA na mesma categoria e venceu os mais importantes festivais do cinema mundial. Portanto, é um filme que merece ser visto e nos dias atuais.
A história se passa em junho de 1940, na França. Uma garotinha de cinco anos, Paulette (Brigitte Fossey), assiste à morte dos pais por um bombardeio nazista, quando a família tenta fugir dos horrores da guerra. Sozinha e perdida, ela é acolhida por uma família de camponeses, os Dollé.
Rapidamente, Paulette se torna amiga Michel (Georges Poujouly), o garoto de onze anos que a encontrou e levou para sua casa. Solitário por causa do medo da guerra e das brigas dos pais com os vizinhos, Michel logo se apega a Paulette, e vice-versa.

Ao ver que sua amiga triste, o garoto resolve enterrar o cachorro de Paulette, morto por uma bomba, as duas crianças criam, num velho moinho, um cemitério para que o animal morto tenha companheiros. 
As crianças têm então a ideia de criar um cemitério de animais no local. Contudo, para que a obra fique completa, é preciso encontrar cruzes para ornamentarem as várias tumbas. Assim, Michel decide roubar algumas cruzes e arranjar as 'vítimas' para enterrar no local.
Berthe Dollé (Laurence Badie), pai de Michel, pensa que os roubos têm sido feitos pelo vizinho, o Sr. Gouard (Amédée). Mas não demora muito para a verdade aparecer.
"Brinquedo Proibido" conseguiu me deixar devastada pela maneira como a história foi contada. Filmes sobre guerra sempre conseguem causar um certo incômodo, mas este em especial, conseguiu mexer com meu psicológico, passei dias relembrando algumas cenas. O olhar que vi das duas crianças no filme é o mesmo olhar que vejo sempre que me deparo com reportagens sobre as guerras nos dias de hoje.
Na época de lançamento, "Brinquedo Proibido" foi rejeitado pelos coordenadores de Cannes, também foi rejeitado pelos organizadores do Festival de Veneza, mas após muitas discussões, o filme foi aceito e acabou ganhando o premio principal. O filme também ganhou o Oscar Honorário em 1953. E ainda foi considerado "uma forma de atentado a vida camponesa na França". Polêmicas à parte, o que pretendo ressaltar é a beleza desta obra impactante do cinema francês, e despertar nas pessoas o desejo de assisti-lo. 
Apesar de ser um filme sobre a guerra, "Brinquedo Proibido" tem momentos de humor que deixam a trama um pouco mais leve e suportável de assistir. É um drama realista sem ser melodramático, que infelizmente é pouco conhecido. Gostei e recomendo!
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 86 minutos
Categorias: Guerra, Drama, Clássico
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário