28/01/2017

Filme: "Animais Noturnos (2016)"

"Quando você ama alguém, você não consegue simplesmente ignorá-lo."

O amor quando é maltratado, adoece, vira ódio e abre espaço para a vingança se instalar, e é exatamente isso que é abordado em "Nocturnal Animals", o mais novo filme do ex-estilista Tom Ford. Nessa história onde amor, ódio e vingança se entrelaçam, o espectador embarca numa viagem envolvente, poética e assustadora, que não recomendo à pessoas sensíveis, pois há cenas fortes que podem causar um certo desconforto nos espectadores impressionáveis. 

Lançado em 2016, teve como base o romance "Tony & Susan", escrito pelo professor e crítico literário Austin Wrighestt e foi indicado ao Oscar na categoria de Melhor Ator Coadjuvante. Também recebeu indicações ao Globo de Ouro nas categorias de Melhor Diretor e Melhor Roteiro, venceu na categoria de Melhor Ator Coadjuvante. E no BAFTA foi indicado nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Canção Original, Melhor Fotografia, Melhor Edição e Melhor Cabelo & Maquiagem. Além de receber indicações em outras premiações importantes do cinema mundial.
A trama relata um momento específico da vida de Susan (Amy Adams), um mulher bem sucedida financeiramente, mas infeliz no casamento com Walker (Armie Hammer), que a trata com indiferença.
Certo dia, ela recebe o primeiro exemplar de um livro escrito pelo ex-marido, Edward (Jake Gyllenhaal). Por sua vez, o livro acompanha o personagem Tony Hastings, um homem que viaja de férias com sua esposa Laura Hastings (Isla Fisher) e filha India Hastings (Ellie Bamber). No entanto, a família é interceptada por uma gangue de bullies liderados por Ray (Aaron Taylor-Johnson) - um episódio que não resulta em um final feliz.
O livro é dedicado a Susan que, durante a tensa leitura, pensa sobre as razões de ter recebido o manuscrito, e vai descobrindo verdades dolorosas sobre si mesma, enquanto relembra seu relacionamento fracassado.
Tom Ford é um dos estilistas mais consagrados mundialmente, que tem em seu currículo cinematográfico o longa-metragem "Direito de Amar", e agora nos presenteia com um filme de estilo admirável que traz uma experiência sensitiva e estética incrivelmente fantástica. Tom Ford não está brincando de ser cineasta, ele está construindo uma carreira promissora que o levará ao hall dos melhores diretores de sua geração.
"Animais Noturnos" possui três linhas: o presente, onde seguimos acompanhando a vida glamourosa e triste de Susan; o passado, com as lembranças de Susan sobre o tempo em que passou ao lado de Edward; e a ficção dentro da ficção, o livro escrito por Edward onde ele expressa sua dor de maneira brutal. 
Não é um filme que agradará todos os públicos, porque apresenta uma narrativa diferenciada e bastante exigente, mas o fato é que temos aqui um filme diferente de tudo o que vimos nas últimas décadas. "Animais Noturnos" é inovador, é envolvente e acima de tudo, é um filme humano, fala sobre a intensidade e fragilidade dos sentimentos. A cena final é de um amargor poético dilacerante, passei dias refletindo sobre a sutileza de saborear um prato frio, mas prazeroso.
"Animais Noturnos" é cinema da melhor qualidade. Gostei bastante do que vi e recomendo com muito prazer.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 116 minutos
Categorias: Thriller, Drama
Classificação: 16 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário