21/07/2016

Filme: "Um Barco e Nove Destinos (1944)"

"Os pecados que cometemos aos pares pagaremos um a um."

Quando "Lifeboat" foi lançado, em 1944, o mundo estava no auge da Segunda Guerra Mundial, e o filme acabou sendo desprezado pela crítica e público. Mas com o passar dos anos, essa obra extremamente inovadora do gênio Alfred Hitchcock foi redescoberta e ganhou o destaque merecido entre os cinéfilos, porém, continua desconhecido do grande público. Recebeu indicações ao Oscar 1945 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia em Preto e Branco.

Mais uma vez Hitchcock provou sua genialidade, afinal, fazer um filme incrivelmente instigante em apenas um cenário é coisa de gênio. Acompanhar o destino de nove personagens que são revelados dentro de um barco salva-vidas à deriva no oceano poderia ser entediante, muito pelo contrário, os diálogos inteligentes e sarcásticos conseguem manter o interesse do espectador durante os 97 minutos de obra. A maestria como o Mestre do Suspense dirige este filme é digna de aplausos.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu perfil no VK para quem desejar assistir online ou fazer download.
Baseado no livro de John Steinbeck. A trama já começa com um desastre. Durante a Segunda Guerra Mundial um navio aliado é bombardeado e acaba afundando, somente nove pessoas conseguem sobreviver. Todas sobem num pequeno barco salva-vidas. 
Entre os nove náufragos está o capitão do submarino alemão responsável por afundar o navio. O conflito está formado. Como agir diante daquele que foi responsável por criar toda aquela situação? O alemão (Walter Slezak) mostra ter grande conhecimento sobre navegação, mas será que ele é confiável? Aos poucos vamos recebendo pistas sobre o caráter deste personagem crucial para o desenvolvimento do filme.
Enquanto os náufragos travam discussões banais, a maioria delas entre a jornalista Connie (Tallulah Bankhead) com o jovem John Kovac (John Hodiak), o alemão somente assiste enquanto manobra com perspicácia e firmeza para levar o barco até um destino que lhe seja de grande valia.
"Um Barco e Nove Destinos" difere dos outros filmes de Hitchcock em diversos aspectos, o principal é sem dúvida a mudança de cenário, no caso deste filme, um único cenário: o barco à deriva. O cineasta não deixa o ritmo da história cair em momento algum. Com um roteiro bem amarrado, diálogos afiadíssimos, personagens construídos com precisão e o clima de apreensão prendem a atenção do espectador do início ao fim.
Falando sobre os personagens, estes não apresentam esteriótipos (heróis ou monstros), o que vemos são pessoas como nós, com qualidades e defeitos, com seus medos e inseguranças, lutando pela sobrevivência em meio à guerra. O barco nada mais é que um 'microcosmo' do que era o mundo naqueles tempos de guerra. Os conflitos que surgem entre os personagens ditam o destino do pequeno barco.
"Um Barco e Nove Destinos" não é somente um filme de guerra, é sobre o comportamento humano. O filme gira em torno de escolhas, julgamentos e ideologias, e ao assisti-lo recentemente, não foi difícil de associá-lo aos acontecimentos atuais. É um filme de grande valor que deveria ser mais reconhecido.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 97 minutos
Categorias: Thriller, Guerra, Domínio Público
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0


2 comentários:

  1. Você conhece o filme A Estrela e a Cruz (Hand in Hand) - 1961? Teria como disponibilizá-lo? Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite! Conheço esse filme, mas o mesmo possui direitos autorais e o meu projeto inclui somente filmes de domínio público, infelizmente só poderei disponibilizá-lo daqui 15 anos, ou se as leis autorais mudarem.

      Excluir

Conteúdo Correspondente