14/07/2016

Filme: "O Bom Pastor (1944)"

"Ele pensa que estou aqui apenas para auxiliá-lo."

Sempre tive curiosidade de assistir "Going My Way", afinal, foi um sucesso estrondoso de bilheteria em 1944, ano do seu lançamento e, finalmente assisti e gostei do que vi. É um filme otimista, singelo, sem cinismo ou demagogia, sobre pessoas bondosas que realmente se importam com o próximo.

O roteiro foi escrito por Frank Butler e Frank Cavett, e contou com a direção de Leo McCarey, cineasta vindo da Era Silenciosa do cinema. 

Além de agradar o público, "Going My Way" também agradou a crítica e a Academia de Artes Cinematográficas, pois o filme recebeu 10 indicações ao Oscar 1945, ganhando em 7 categorias que são elas: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Canção Original, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor História Original. Outras indicações foram de Melhor Ator 2, Melhor Edição e Melhor Fotografia em Preto e Branco.

De acordo com as leis brasileiras, o filme encontra-se em domínio público. Está disponibilizado no meu perfil no VK para quem desejar assistir online ou fazer download.
A história começa quando o descontraído e nada convencional Padre Chuck O'Malley (Bing Crosby) chega à paróquia como seu novo pastor. Ele está assumindo o posto para o qual foi designado, mas para não entristecer o veterano Padre Fitzgibbon (Barry Fitzgerald), ele prefere fingir que veio apenas auxilia-lo, e não tomar seu lugar.
O Padre Fitzgibbon está na paróquia de St. Dominic há 45 anos. No entanto, as coisas não vão nada bem: nos últimos anos, a paróquia havia perdido muitos fiéis e acumulado dívidas altíssimas. É quando o jovem padre tem uma ideia: tentar um contrato para o coral de meninos com uma gravadora para que possam sanar as dívidas.
O tempo passa e quando tudo parece ter sido resolvido, um grande incêndio deixa a igreja paroquial bastante danificada. Quando as obras para uma nova igreja têm início, O'Malley informa Fitzgibbon que está sendo transferido para uma nova paróquia. O idoso Padre, que passou a admirá-lo, fica triste com a notícia e decepcionado ao saber que Padre Timothy O'Dowd (Frank McHugh) será o novo pároco.
Como podemos perceber através da sinopse, a história é bem simples, mas que ressalta os sentimentos de amizade, solidariedade e compaixão pelo próximo. "O Bom Pastor" não é um filme com grandes momentos ou surpresas. Aqui, cada personagem é conduzido a se transformar naquilo que possui de melhor, e consequentemente, o espectador também é conduzido por esse mesmo caminho.
Ao assistir "O Bom Pastor", senti as mesmas sensações agradáveis que somente os filmes de Frank Capra conseguem me transmitir. Mas, algumas pessoas não concordam com o prêmio máximo do Oscar ter ido para este filme e não para o Noir "Pacto de Sangue". Só que não podemos esquecer que em 1944, o mundo encontrava-se em guerra, isso explica o sucesso do filme, as pessoas precisavam voltar a acreditar que a bondade ainda existia, e "O Bom Pastor" desempenhou o seu papel perfeitamente. Então, nada mais justo que premiar os bons sentimentos.
Li por aí que "O Bom Pastor" é um filme datado, que envelheceu mal. Não concordo com essas afirmativas, considero um filme atemporal, digno do título de clássico. 
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 126 minutos
Categorias: Comédia, Drama, Musical, Clássico, Domínio Público
Classificação: Livre
Minha Nota: 9,2

Um comentário:

  1. É um ótimo filme, sensível, bem intencionado, com excelente interpretações de Bing Crosby e do veteraníssimo Barry Fitzgerald. Um filme que deve agradar a todos. Belas canções interpretadas por Bing. Grande dica.

    ResponderExcluir

Conteúdo Correspondente