16/07/2016

Filme: "Doze é Demais (2003)"

"Os maus operários sempre culpam as ferramentas."

"Cheaper by the Dozen" é um clássico da Sessão da Tarde recheado de clichês, mas nós amamos esses clichês do gênero. O diferencia essa comédia familiar é a quantidade de filhos, que aqui são doze, como o título já nos informa. 

Dirigido por Shawn Levy e roteiro baseado no livro de Frank B. Gilbreth Jr. e Ernestine Gilbreth Carey, este filme foi sucesso de bilheteria em 2003, ano de seu lançamento.

O casal Tom (Steve Martin) e Kate Baker (Bonnie Hunt) se conheceram na época da universidade. Ele queria ser técnico de futebol americano e ela sonhava ser repórter esportiva, mas ambos tinham um desejo em comum: queriam ter 8 filhos.
Apaixonados, logo eles se casaram e os filhos começaram a vir, mas enquanto a família crescia, o casal se afastava das suas metas profissionais. Quando Kate iria dar a luz ao 8º filho, a natureza lhes pregou uma peça, dando gêmeos para o casal.
Após beberem demais durante um festa, e um 'leve descuido', o 10º filho chega. Então Tom resolve fazer uma vasectomia, mas não prestou atenção no aviso do médico, dizendo que ele ainda seria fértil por alguns meses. Resultando em gêmeos novamente.
À essa altura, a família Baker já havia aprendido como viver em meio ao caos. No entanto, Tom recebe uma proposta irrecusável para dirigir os Stallions, um time da primeira divisão. O problema é que essa proposta iria afetar seus filhos, pois a vida deles seria completamente alterada.
E só para piorar um pouquinho mais a situação, um livro escrito por Kate seria publicado, mas isto implicaria em ela ir até Nova York por dois dias. Para Tom, isso não teria problema, pois ele cuidaria de tudo. Entretanto, a situação era mais complicada, quando chega em Nova York, Kate descobre que terá de ficar 15 dias fora de casa para promover o livro, caso contrário não seria editado. E um caos sem proporção se instala na casa da família Baker. 
"Doze é Demais" não está entre as melhores comédias de família já produzidas, mas é legalzinho. O enredo é leve e divertido, perfeito para ser assistido em um domingo à tarde. É o típico filme inofensivo que agrada desde crianças até idosos (coisa rara nos dias atuais), e mesmo sendo bobo, vale a pena rever sempre que possível.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 98 minutos
Categorias: Comédia, Família
Classificação: Livre
Minha Nota: 7,8

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo Correspondente