16/03/2016

Filme: "O Tigre e o Dragão (2000)"

"Um coração que crê realiza seus sonhos."

Ao assistir novamente "Wo Hu Cang Long" consegui captar toda a grandeza desta obra que se destaca ao mesclar romance com artes maciais, tornando-se uma poesia em movimento. É um filme inigualável que fala sobre honra e lealdade, amor e renúncias, sendo baseado em um romance épico de cinco volumes do escritor Wang Du Lu. O filme é falado em mandarim e retrata a China no início do século XIX, através da disputa de dois casais de guerreiros por uma espada lendária. Contou com a direção do taiwanês Ang Lee e foi escrito por Hui-Ling Wang, James Schamus e Kuo Jung Tsai.

Aplaudido de pé no Festival de Cannes em 2000, ano de seu lançamento, este longa esteve presente nos maiores eventos do cinema, ganhando vários prêmios e recebeu indicações ao Oscar 2001 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição, Melhor Figurino e Melhor Canção Original. Ganhou a estatueta dourada nas categorias de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.

Este épico é uma coprodrução entre China, Hong Kong, Taiwan e Estados Unidos e é centrado em dois papéis femininos: a aristocrata Jen (Zhang Ziyi) e a corajosa Yu Shu Lien (Michelle Yeoh). As duas são lutadoras valentes e seus destinos se cruzam durante a Dinastia Ching.
Enquanto Jen tenta passionalmente se libertar dos limites que a sociedade lhe impôs, mesmo que isto signifique desistir dos seus privilégios aristocráticos para assumir uma vida de crimes e paixões.
Yu Shu Lien, que passa boa parte da vida em busca de justiça e honra, descobre, tarde demais, as consequências de um amor não realizado com o guerreiro Li Mu Bai (Chow Yun-Fat). 
Ele se cansou de passar a vida lutando por toda a China e resolveu abandonar a peregrinação. Li Mu Bai pede a Yu Shu Lien para guardar sua espada, porém, esta é roubada por uma figura misteriosa que, possivelmente, também foi a responsável pelo envenenamento do antigo mestre do guerreiro.
E os destinos das duas guerreiras irá conduzi-las a uma violenta e surpreendente jornada, que vai forçá-las a fazer uma escolha que mudará suas vidas drasticamente.
Para assistir "O Tigre e o Dragão" o espectador deve ter em mente que verá durante os 120 minutos, a gravidade sendo desafiada a cada segundo. Os guerreiros Wudan seguem um manual e são treinados à exaustão, buscando o máximo da leveza de seu corpo. Aqui temos três mulheres guerreiras, incluindo  a Raposa Jade (Cheng Pei-Pei), a grande vilã da trama e apenas um homem. Algo bastante incomum no cinema, mesmo nos dias atuais.
As lutas presentes no filme são coreografadas com rara beleza, energia e criatividade, mas não é apenas as artes marciais que se destacam em "O Tigre e o Dragão", também tem espaço para um amor incondicional e correspondido, porém não concretizado entre o guerreiro Li Mu Bai e a valente Yu Shu Lien, e um romance proibido pelo qual torcemos por um final feliz entre a jovem aristocrata Jen e o ladrão Nuvem Negra.
Outro ponto alto do filme que merece destaque é a fotografia impressionante de regiões desérticas da China, que ganhou um Oscar por sua beleza impar. E o que dizer do desfecho, "O Tigre e o Dragão" tem um final poético que ficou em aberto para inúmeras interpretações... Talvez seja uma fábula, talvez não, isso cabe a cada espectador formular sua própria interpretação.
Resumindo, "O Tigre e o Dragão" é um épico belíssimo que merece ser assistido calmamente por todos os apreciadores de bons filmes.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 120 minutos
Categorias: Ação, Aventura, Romance, Drama, Clássico
Classificação: 18 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário