25/02/2016

Filme: "Spotlight - Segredos Revelados (2015)"

"Se toda a comunidade educa uma criança, toda a comunidade abusa de uma."

"Spotlight" é um dos melhores filmes que assisti na vida e elejo como o melhor filme de 2016 (opinião pessoal). Com roteiro impecável e elenco da mais alta grandeza, aborda um tema sombrio, pavoroso e nauseante. Inicia lentamente, mas em poucos minutos adentramos na história, sofremos o sofrimento das vítimas, apuramos as investigações juntos com os jornalistas e sentimos asco com as manobras da igreja ao tentar encobertar as suas 'maçãs podres'. Este filme não é apenas mais um filme baseado em fatos reais, mas sim, uma denúncia real, sem apelações, sobre algo repugnante que pode estar ocorrendo neste exato momento em alguma instituição religiosa da minha ou da sua cidade.

A trama aborda a investigação, por uma equipe do jornal The Boston Globe, dos casos de abuso sexual e pedofilia por membros da arquidiocese católica de Boston. Esta investigação recebeu o 'Prêmio Pulitzer' de Serviço Público em 2003.

Apresentado inicialmente no Festival de Veneza, na Itália em 2015, logo chegou aos cinemas e foi conquistando inúmeros prêmios, sendo recebido positivamente pela crítica e pelo público. Foi dirigido por Tom McCarthy e escrito por McCarthy e Josh Singer e está concorrendo o Oscar 2016 nas categorias de Melhor Diretor, Melhor Montagem, Melhor Atriz Coadjuvante, MelhorAator Coadjuvante. Ganhou a estatueta nas categorias de Melhor filme e Melhor Roteiro Original.
Em 2001, o novo editor do jornal The Boston Globe, Marty Baron (Liev Schreiber) deseja reabrir um caso investigativo envolvendo abusos sexuais dentro da igreja católica. Logo Baron reúne-se com Walter Robinson (Michael Keaton), editor da equipe Spotlight - uma pequena equipe que pesquisa durante meses para produzir artigos investigativos.
O editor lê uma nota sobre um advogado, Mitchell Garabedian (Stanley Tucci), que diz que o Arcebispo de Boston, Cardeal Law (Len Cariou), sabia que o padre John Geoghan (Ben Bradlee Jr.) estava abusando sexualmente de crianças e não se manifestou.
Um dos membros da  Spotlight, o jornalista Michael Rezendes (Mark Ruffalo), entra em contato com Garabedian, que inicialmente recusa-se a ser entrevistado. Rezendes diz que faz parte de uma equipe investigativa do jornal e pressiona-o a colaborar, Garabedian acaba aceitando dar sua contribuição ao caso.
O grupo de jornalistas da Spotlight acredita inicialmente que a história era somente de um padre que havia sido relocado várias vezes, no entanto, eles descobrem um padrão de abuso de crianças por padres em Massachusetts, e um acobertamento pela Arquidiocese de Boston. Rapidamente, a equipe amplia a busca para 13 padres, mas através de um ex-padre que trabalhava com a reabilitação de padres pedófilos, eles descobrem que o número de padres pode chegar a 90.
Após dias e noites de pesquisas, eles elaboram uma lista com 87 padres suspeitos e iniciam uma busca às vítimas. Nesta mesma época ocorre os ataques de 11 de setembro e o grupo é forçado a parar a investigação, que é retomada quando Garabedian diz a Rezendes que existem documentos públicos que provam que o Cardeal Law sabia dos problemas e os ignorou.
Após o jornal ganhar uma ação judicial para que ainda mais documentos venham a público, a equipe Spotlight finalmente começa a redigir a história, e planeja publicá-la no início de 2002. A história é impressa na primeira página...
Além de mostrar todos os fatos conformem ocorreram, "Spotlight - Segredos Revelados" mostra o dia-a-dia de um jornalista, as dificuldades desta profissão, deixar a família de lado por algum tempo para se dedicar por uma notícia, passar noites em claro pesquisando, correndo de um lado para o outro e nem sempre receber o merecido reconhecimento.
Trancados em um escritório, a equipe Spotlight exibem o comportamento das pessoas que passam mais tempo com o colega de profissão do que com suas próprias famílias. Detalhes pessoais sobre suas vidas estão em um nível mínimo. Só sabemos que Sacha Pfeiffer (Rachel McAdams) vai à igreja todos os domingos com sua avó. O casamento de Mike Rezendes está um desastre. Matt Carroll tem um casal de filhos.
"Spotlight - Segredos Revelados" é um filme aparentemente simples, mas quem tem um olhar mais observador verá que é uma obra produzida nos mínimos detalhes. Não é um filme anticatólico, é óbvio que o filme deixa claro sua posição em relação à igreja católica, mas a verdadeira crítica é em relação à politicagem que a igreja fez (e ainda faz) para encobrir seus líderes acusados de pedofilia. Os erros dos seus líderes não devem ser encobertos, mas sim, expostos diante de todos para servir de exemplo para os próximos líderes. 
Assisti "Spotlight - Segredos Revelados" nauseada, chorei em diversos momentos pelas vítimas, porque segundo os estudos, o impacto é ainda maior para quem sofreu abuso sexual vindo por parte de religiosos, poucos conseguem levar uma vida adulta normal e o índice de suicídio é bastante alto. Não são apenas algumas 'maçãs podres' como o cardeal se refere, mas cerca de 3% dos padres, bispos, arcebispos e cardeais são pedófilos, talvez essa porcentagem seja ainda maior devido as manobras do Vaticano.

Enfim, terminei de assistir "Spotlight - Segredos Revelados" com lágrimas nos olhos, coração sufocado e uma dor imensa na alma.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 128 minutos
Gênero: Biografia, Histórico, Drama
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário