22/02/2016

Filme: "O Menino e o Mundo (2013)"

"Alguns sonhos sobrevivem."

Simplicidade, leveza e poesia resumem o filme "O Menino e o Mundo", uma pequena pérola de apenas 79 minutos que nos encanta com sua singularidade. A narrativa é fabulosa, exuberantemente artística, realizada a partir de técnicas diferentes, como desenhos em giz de cera, colagens, numa estética minimalista. Esta obra brasileiríssima justifica porque o cinema é considerado a sétima arte.

Lançado em 2013, foi escrito, dirigido e montado por Alê Abreu, recebeu indicação ao Oscar na categoria de Melhor Filme de Animação, sendo a primeira indicação do Brasil nesta categoria. Além de ser eleito o Melhor Filme Animado Independente no importante Annie Awards 2016, evento popularmente conhecido como o "Oscar da Animação Mundial".

A história, sabiamente contada sem diálogos (o filme tem traços de Brasil, mas é um filme global), nos apresenta um menino que vive em um mundo distante, numa pequena aldeia no interior de seu mítico país.
Ele vê seu pai ir embora atrás de trabalho. Era preciso encontrar algo que lhe garantisse remuneração, afinal, no campo já não encontrava devido à indústria que lhe roubou espaço. O destino incerto leva o patriarca até alguma grande cidade.
A saudade maltrata o coração do menino e abre margens para um universo de cunho onírico, oriundo do vento que leva sua imaginação pela janela e apresenta um mundo fabuloso.
E o menino parte em busca do pai. Na jornada descobre aos poucos a realidade que o circunda, um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres, revelando também aos espectadores o seu olhar ingênuo diante de questões existenciais, culturais e políticas em um mundo globalizado.
Em "O Menino e o Mundo", o diretor decide mostrar de forma lúdica, os espaços e as configurações de um mundo contemporâneo. E mostra isso com o espanto dos olhos de uma criança que vê seu pai sendo engolido por uma enorme máquina (trem) que o leva para nunca mais voltar.
Durante sua busca pelo pai, o menino vê que o dinheiro comanda o mundo capitalista, a produção manual é devorada pelas máquinas padronizadas, as indústrias fazem a mesma coisa com seus funcionários, mas ao mesmo tempo quem é humanizado é o pobre, o trabalhador que nos é mostrado como indivíduo, enquanto os poderosos mal tem rosto, sempre escondidos atrás de seus carrões e tanques. O filme é uma crítica muito forte, apesar de delicada, a essa coisificação da pessoa e valorização das coisas materiais, vemos como as pessoas são esquecidas rapidamente dentro da sociedade.
"O Menino e o Mundo" é mostrado a partir dos olhos ingênuos e perplexos do menino, mas nós adentramos no seu mundo e sentimos os problemas do mundo adulto, ainda que não os entenda e que nada lhe seja explicado, e ficamos aflitos com os perigos que o menino enfrenta na sua jornada pelo desconhecido.
A trilha sonora maravilhosa é composta por Gustavo Kurlat e Ruben Feffer, é essencial na narrativa e mostra influência das canções de protesto latino-americanas. Além do percussionista Naná Vasconcelos, o filme conta com a participação do rapper Emicida, do GEM – Grupo Experimental de Música e do grupo Barbatuques, marcando cada passo e respiro do menino.
As cores e som conjugados traz um sentimento nostálgico da infância e a união das imagens com a música tem presença muito forte durante todo o longa. Um exemplo é a representação dos sons da flauta: quando o pai toca a flauta, o som é representado por bolinhas laranja; quando aparecem vários músicos tocando uma música mais harmonizada, as bolinhas são de várias cores. Mais adiante, quando o som vem do exército opressor, as bolinhas são pretas.
"O Menino e o Mundo" veio para mostrar que até com as coisas mais simples tem como causar um questionamento. É é uma obra humanista e densa, que mostra a complexidade do mundo por meio de um desenho com traços simples. É daqueles filmes que após seu término estamos transbordando de encantamento. A indicação ao Oscar é merecida, ganhando ou não a estatueta, o filme tem a minha admiração e um lugarzinho especial no meu coração e também na minha lista de filmes favoritos.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 80 minutos
Categorias: Animação, Nacional, Aventura, Família
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0