07/02/2016

Filme: "Brooklyn (2015)"

"Sentirá tanta saudade que vai querer morrer, e não há nada que possa fazer a respeito, além de esperar. Mas vai esperar, e isso não vai te matar."

"Brooklyn" me surpreendeu positivamente. Após ler tantas críticas e comentários negativos em relação ao filme, fui assisti-lo e que surpresa boa, por isso que sempre escrevo nas postagens e falo a todos que conheço pessoalmente, nunca tire conclusões sobre um filme apenas pelo que os outros disseram. 

Dirigido por John Crowley e escrito por Nick Hornby, foi baseado na obra homônima do escritor irlandês Colm Tóibín.  O filme integrou a programação do Festival de Sundance 2015, ano de seu lançamento.

Essa pequena pérola de sensibilidade recebeu indicações ao Oscar 2016 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz e Melhor Roteiro Adaptado.

A trama nos transporta até meados da década de 50 e acompanhamos a história de Ellis (Saoirse Ronan) uma jovem irlandesa que resolve, ajudada por sua irmã, tentar a vida no longínquo Estados Unidos da América.
Ao chegar em terras norte-americanas, Ellis passa por um período de adaptação e começa a enxergar toda sua vida de outra forma. A jovem se hospeda em uma pensão gerenciada pela simpática Senhora Kehoe (Julie Walters), que mantém diversas garotas através dos mesmos programas da Igreja irlandesa que auxiliaram a novata a embarcar para a América.
Morar na América é uma experiência nova e Ellis não sabia o que esperar. Mesmo muito tímida, a jovem se sobressai nos Estados Unidos, se forma em contabilidade na Universidade do Brooklyn e ainda arranja um namorado descendente de italiano, Tony (Emory Cohen).
Quando ela começa a organizar sua vida nos EUA, uma notícia sobre sua família na Irlanda faz com que ela tenha que voltar para a terra natal, isso fará com que Ellis tenha que fazer escolhas difíceis.
Os moradores da cidade parecem se reunir em um complô para que ela permaneça com eles. São oferecidas oportunidades de emprego e até um pretendente, Jim Farrell (Domhnall Gleeson). Porém Ellis está diferente, se tornou grande demais para aquele espaço e aquela vida.
"Brooklyn" é um filme de sensibilidade para pessoas sensíveis. Traduz com perfeição a angustia de se viver em um lugar e sentir que pertence a outro, incluindo todas as decisões e renúncias. Quem já sentiu na pele, conhece bem essa sensação. Somos convidados também a fazer um pré-julgamento de toda a situação vivenciada pela protagonista, e inevitavelmente nos colocamos no lugar dela para decidir o que é o melhor.
"Brooklyn" é elegante na sua essência e nos brinda com uma história charmosa sobre encontros e desencontros, renúncias e superação, dúvidas e certezas. Gostei muito e recomendo.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 111 minutos
Gênero: Drama, Romance
Classificação: 10 anos
Minha Nota: 9,4