Faça Suas Pesquisas Por Filmes, Diretores e Artistas

01/01/2016

Filme: "O Poder da Sedução (1994)"

"Agora temos futuro!"

"The Last Seduction" é um thriller realizado pelo cineasta John Dahl e roteirizado por Steve Barancik que faz referência aos grandes Film-Noir das décadas de 40 e 50. Mesmo sendo mediano e bastante inferior, a trama lembra os filmes "Pacto de Sangue (1944) e "Corpos Ardentes (1981).

A trama gira em torno Bridget Gregory (Linda Fiorentino), uma mulher linda, sedutora e inteligente que mora em Nova York e é casada com o médico Clay Gregory (Bill Pullman). Ambiciosa, persuade o marido a vender cocaína medicinal para um distribuidor de drogas, o que rende ao casal cerca de US$ 1 milhão.
Com o dinheiro em suas mãos, ela foge em direção à Chicago. Ao passar pela pequena cidade de Beston, Bridget entra em um bar, lá ela encontra Mike Swale (Peter Berg), um perito em seguros, que acaba de retornar à cidade, depois de ter tido uma desilusão amorosa.
Na manhã seguinte, ela decide ficar na cidade e consegue um contrato por seis meses como gerente de departamento. Bridget diz ao Diretor, Bob Trotter (Herb Mitchell), que não pode usar seu verdadeiro nome, pois encontra-se fugindo do marido devido um espancamento. Assim sendo, é registrada com o nome de Wendy Kroy.
Enquanto isso, em Nova York, seu marido contrata Harlan (Bill Nunn), um detetive particular, com o intuito de localizá-la através do rastreamento de eventuais ligações telefônicas. Depois de algum tempo, eles descobrem seu paradeiro e o detetive viaja até a pequena cidade.
Bridget continua mantendo o relacionamento com Mike e acaba descobrindo seu grande segredo. Sedutora e sabendo do estado em que se encontra Mike, Bridget o convence a ir à Nova York assassinar um tal de Cahill, alegando que sua esposa está disposta a pagar US$ 3 milhões pelo serviço e que esse valor os ajudaria a começar uma vida nova.
Os dois seguem rumo a Nova York. Ao chegarem no apartamento do tal Cahill, Bridget pede a Mike que, depois de terminar o serviço, apague as luzes como um sinal para ela. Uma vez no apartamento, o jovem consegue amarrar a vítima numa cadeira, e durante uma conversa com seu prisioneiro, descobre que o mesmo não se chama Cahill e sim Clay Gregory, marido de Bridget, que está se fazendo passar por Wendy. A partir desse momento, Mike descobre quem é a verdadeira mulher por quem está apaixonado.
A atriz Linda Fiorentino carrega o filme nas costas com sua femme fatale. Fria e calculista, ela não mede as consequências dos seus atos e usa todos os homens que estão a sua volta para atingir seus objetivos.  
Como apreciadora dos grandes Film-Noir, não gostei deste filme. Ao meu ver, "O Poder da Sedução" é muito apelativo e óbvio, e justamente o que caracteriza um noir é o mistério em torno dos crimes. O filme tinha tudo para ser um neo-noir muito bom, mas desandou, uma pena.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 100 minutos
Gênero: Thriller, Drama, Policial
Classificação: 16 anos
Minha Nota: 7,1