24/01/2016

Filme: "Meu Nome é Radio (2003)"

"Nunca é um erro se importar com alguém."

"Radio" é um filme muito bonito e sensível, que aborda a questão do preconceito em relação as pessoas portadoras de necessidades especiais e que apresentam maneiras diferentes de aprendizagem. Dirigido por Michael Tollin, com roteiro de Mike Rich e lançado em 2003, este filme é inspirado no artigo de Gary Smith sobre uma história verídica ocorrida em 1976.

Na pequena cidade chamada Anderson, no sul dos EUA, numa escola secundária trabalha Harold Jones (Ed Harris), o treinador local de futebol americano, que fica tão envolvido em preparar o time que raramente tem tempo para sua filha, Mary Helen (Sarah Drew), ou sua esposa, Linda (Debra Winger).
Jones conhece um jovem chamado James Robert Kennedy (Cuba Gooding Jr.), porém, ninguém sabia o nome do rapaz, pois ele não falava e só perambulava em volta do campo de treinamento com um carrinho de supermercado com várias coisas, além de um rádio.
Jones fica preocupado com o jovem quando alguns dos jogadores da equipe fazem uma brincadeira de mau-gosto e isto deixa James apavorado. Tentando compensar o que tinham feito com o jovem, Jones o coloca sob sua proteção, além de lhe dar uma ocupação.
O jovem, eventualmente, tem aulas no ensino médio, e é evidente que ele nunca completou uma educação formal. Depois de lutar, Rádio acaba aprendendo a ler. Embora bem visto pela maioria dos alunos na escola, Rádio ainda é ridicularizado pelo filho de Frank Johnny (Chris Mulkey) e seus amigos.
Entretanto, o que ninguém imaginava é que a razão da preocupação de Jones é que tentava não repetir uma omissão que cometera, quando era um garoto. Agora adulto, ele se culpa por ter negado ajuda devido seu medo.
"Meu Nome é Radio" expõe o lado discriminador que cada um de nós possui. Porque apesar de afirmarmos que respeitamos as diferenças e não somos preconceituosos, a questão da discriminação e da intolerância mútua é uma realidade no mundo, e principalmente no Brasil. O filme serve como uma grande reflexão sobre a incapacidade humana de compreender o seu próximo, respeitá-lo e apoiá-lo para que consiga ter uma convivência saudável com todos.
O filme mostra como uma simples atitude foi capaz mudar uma comunidade inteira. A maior mensagem que o filme transmite é que através de pequenas lições de amor e amizade é possível ensinar novos valores àqueles que estão presos em suas convicções distorcidas e preconceituosas.
Imagem real de Jones e Radio
"Meu Nome é Radio" é um filme emocionante que retrata com maestria os valores humanos e o poder da amizade verdadeira. Recomendo.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 109 minutos
Gênero: Biografia, Drama, Esporte
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 9,7