26/01/2016

Filme: "A Garota Dinamarquesa (2015)"

"O que fiz para merecer tanto amor?"

"The Danish Girl" não é apenas mais um filme, mas sim, um dos mais belos de 2015, e provavelmente de todos os tempos. Após assisti-lo, mentalmente o coloquei em uma moldura, porque as cenas são pinturas que merecem ser transformadas em obra de arte. Os figurinos são um vislumbre, os cenários, a fotografia, tudo lindo de se ver. 

Assisti muitos filmes, porém foram poucos que conseguiram o efeito semelhante, fui sugada para dentro da história com tanta força e sensibilidade, que em determinados momentos eu conseguia sentir exatamente o que cada um dos protagonistas sentia.

Dirigido por Tom Hooper e roteirizado por Lucinda Coxon, foi baseado no livro de David Ebershoff. Recebeu indicações ao Oscar 2016 nas categorias de Melhor Ator, Melhor Figurino, Melhor Designer de Produção e levou a estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante. O lançamento ocorre em 2016.

A história é bem simples, porém, rica em detalhes. Se passa na década de 20 em Copenhagen, na Dinamarca. Dois artistas vivem para sua arte e um para o outro.
Ele, Einar (Eddie Redmayne), pinta paisagens delicadas e tem obtido sucesso em sua carreira. Ela, Gerda (Alicia Vikander), faz retratos e luta para conseguir algum destaque.
Ao pedir que Einar pose com roupas femininas para terminar uma obra, porém, ela inadvertidamente inicia uma secreta obsessão no marido, que se lança em uma jornada de auto-descoberta. Aos poucos a repressão de Lili Elbe, o alter ego de Einar, é eliminada e a garota dinamarquesa vem à tona.
O pintor Einar foi o primeiro homem a realizar a cirurgia de mudança de sexo, se tornando assim icônico e pioneiro para os transgêneros. E tenho certeza que você vai se perguntar: como um homem bem casado, feliz no casamento e psicologicamente bem estruturado, de uma hora para outra decide se tornar uma mulher? A resposta é bem simples, é algo vindo de dentro, que já nasce com a pessoa e não pode, nem deve ser reprimido.
Eddie Redmayne, mais vez uma entrega-se a um papel difícil e transformador. E conseguiu passar aos espectadores várias emoções diferentes com seu trabalho poderoso e sensível. O ator britânico está fenomenal, até mais do que esteve na pele do físico Stephen Hawking, performance que lhe deu o Oscar de Melhor Ator na edição de 2015. Jamais vou me esquecer da Lili.
O filme não é somente da Lili, temos Alicia Vikander que rouba a cena com sua doce e forte Gerda. Que mulher mais admirável, aprendi tanto com ela nesses 120 minutos de película, Gerda foi o amor fiel e incondicional em forma humana, esse amor verdadeiro que todos esbravejamos aos quatro ventos, mas raros sentem de fato. Gerda nos ensina a amar incondicionalmente, ela ajuda Lili na sua transformação e também consegue lidar com a solidão da perda do esposo, tudo isso enquanto cuida da casa e busca estabelecer sua carreira. Mulher de fibra que merece todos os aplausos.
"A Garota Dinamarquesa" é uma pérola rara que conta uma história de amor, cumplicidade e compreensão com paixão. Todos os elogios para este filme ainda são poucos, é um estrondoso espetáculo visual e técnico, e como apreciadora de tudo que é belo, considero este filme sinônimo da perfeição.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 119 minutos
Gênero: Biografia, Romance, Drama
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário