03/11/2015

Filme: "Paixão à Flor da Pele (2004)"

"As coisas não precisam necessariamente ser extraordinárias para serem bonitas. Até o comum pode ser bonito."

Quando resolvi assistir "Wicker Park", não imaginava que o filme fosse tão interessante, e em poucos minutos já estava presa dentro da história. Foi dirigido por Paul McGuigan e escrito por Gilles Mimouni. O lançamento aconteceu em 2004.

A trama se desenrola na maior parte no passado (através de flashbacks), levando o espectador a entender como cada personagem chegou ao ponto em que se encontra no presente. Acompanhamos o romance de Matthew (Josh Hartnett) e Lisa (Diane Kruger), um casal apaixonado que se conhece através de uma paixão a primeira vista.
As coisas se complicam quando Matthew convida Lisa para morar com ele em Nova York, porém, sua amada resolve dar uma resposta no dia seguinte, mas misteriosamente ela desaparece.
Dois anos se passam e Matthew nunca soube do paradeiro de Lisa, até que ele acredita ter visto sua amada em um Cafe. Então decide segui-la, descobrindo aonde ela mora.
Matthew vai atrás de Lisa e acaba encontrando o apartamento no qual ela está morando. Ao chegar lá, ele encontra outra pessoa, Alex (Rose Byrne), que finge ser ‘uma Lisa’.
Ainda procurando Lisa, Matthew troca confidências com seu melhor amigo, Luke (Matthew Lillard), que está saindo com uma garota aspirante a atriz, coincidentemente, Alex.
Só que Matthew nunca viu a tal namorada de Luke e mal sabe que essa namorada dele é Alex, que fingiu ser Lisa. Outra coincidência que Matthew nem imagina, é que Alex é a melhor amiga de Lisa. 
Parece complicado, mas não é. Evidentemente, o espectador precisa ficar atento a tudo que acontece para não ficar deslocado dentro da trama. Mas "Paixão à Flor da Pele" é um filme muito bem feito, não há furos na trama, e quando a história começa a se desenrolar, não queremos nem piscar para não perder nenhum detalhe.
O filme é uma refilmagem de "L'Appartement" (1996) - que ainda não assisti, mas verei o mais breve possível. A refilmagem é fragmentada, cheia de flashbacks, quase como um quebra cabeças, e o diretor vai nos entregando as peças no momento certo sem nunca revelar muitos detalhes.
"Paixão à Flor da Pele" é a história de um amor obsessivo, doentio e solitário, que causa dependência e faz a personagem cometer atos insanos. Percebemos através desta frase do filme: "O Amor te faz fazer coisas loucas, coisas insanas. Coisas que você não sonharia fazer nem em um milhão de anos…"
É um filme muito bom, uma das poucas refilmagens que realmente deram certo. Com direção competente, atuações seguras e uma trilha sonora perfeita, "Paixão à Flor da Pele" é um filme que vale cada minuto assistido.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 114 minutos
Gênero: Romance, Drama, Mistério
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 9,5

Nenhum comentário:

Postar um comentário