23/09/2015

Filme: "O Castelo Animado (2004)"

"O coração instável é a única constante nesse mundo."

"Howl no Ugoku Shiro" é mais um anime encantador do Studio Ghibli dirigido por Hayao Miyazaki. Foi baseada no livro Howl's Moving Castle, da escritora inglesa Diana Wynne Jones e o lançamento do filme aconteceu em 2004. Recebeu indicação ao Oscar 2005 de Melhor Filme de Animação.

Assistir uma animação japonesa do Studio Ghibli é no mínimo, embarcar em uma viagem fascinante. Os traços delicados e transparentes são inconfundíveis e transformam os animes em verdadeiras obras de arte. Aqui temos uma explosão de cores e cenários fantásticos que deixam o espectador com uma vontade incontrolável de se transformar em um personagem da história e ser sugado para dentro do filme.
Esta sofisticada animação possui um roteiro muito inteligente e foi um sucesso avassalador no Japão, tanto de público quanto de crítica. No Brasil, os animes  de Hayao Miyazaki ainda são pouco conhecidos, o que é uma pena. Outra constatação lamentável é classificar a animação como não recomendável para o público infantil. Isso é hipocrisia, visto que, as crianças precisavam entrar em contato com obras assim para ter lições de humanidade. 
Colmar, a cidade francesa pela qual modelou-se o filme, dá certos ares de Europa. Na trama, conhecemos Sophie (Chieko Baisho), uma jovem de 18 anos que trabalha sem descanso na chapelaria que era de seu falecido pai. 
Numa de suas raras idas à cidade para visitar sua irmã Lettie (Yayoi Kazuki), ela é importunada por alguns oficiais do exército mas é salva por um jovem muito bonito.
O rapaz que salva Sophie é Howl (Takuya Kimura), o Mágico. Confundindo a relação entre eles, uma feiticeira conhecida como a Bruxa das Terras Abandonadas (Akihiro Miwa), lança um terrível encanto sobre Sophie, transformando-a numa velha de 90 anos.
Aflita com sua situação, Sophie foge e se torna errante em terras desertas. Ela liberta o espantalho enfeitiçado Cabeça de Nabo (Yo Oizumi) que a ajuda levando ela até o Castelo Animado de Howl e, escondendo sua verdadeira identidade, consegue ser contratada para fazer serviços domésticos.
No castelo ela conhece o demônio de fogo Calcifer (Tatsuya Gashuin) que propõe quebrar seu feitiço desde que Sophie quebre o contrato que o prende ao mágico.
A vovozinha Sophie é misteriosa e dinâmica, e logo dará nova vida à antiga habitação, na qual vivem apenas um jovem aprendiz, Marko (Ryunosuke Kamiki) e o responsável pelo Castelo, Calcifer.
Dentro do castelo, Sophie descobre um novo mundo em cada janela. Mas tem um lugar especial em que ela se sente atraída, é um lugar de deslumbre profundo e que revela um pouco dela. Enquanto Howl ainda se encontra confuso emocionalmente. A transformação de Howl parece ser uma ilusão, ele finge ser quem não é.
E uma guerra está ocorrendo fora do castelo. Essa guerra não é muito detalhada no filme, mas Howl sofre com ela, parece ser os conflitos de Howl, seus medos, suas ilusões, suas frustrações, a vaidade destrutiva. A guerra materializa isso tudo, vai destruindo cidades e pessoas.
Assistir "O Castelo Animado" é uma experiência única. Somos guiados pela espontaneidade dos personagens e pela descoberta das emoções. Este filme é uma redescoberta de quem realmente somos, uma redescoberta das nossas virtudes e defeitos. 
Embarcamos nesse castelo inusitado e vivemos com os personagens, encontramos a humanidade, as contradições e o amor que se encontram nos corações de todos eles, somos acalentados e nos sentimos acolhidos pela ternura dos traços. "O Castelo Animado" é um filme único no quesito originalidade e delirante na beleza de cada cena, de cada traço, de cada detalhe.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 119 minutos
Categorias: Anime, Animação, Aventura, Drama, Fantasia
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário