04/09/2015

Filme: "A Mão que Balança o Berço (1992)"

"Nunca deixe uma mulher bonita ocupar uma posição de mando em sua casa."

"The Hand That Rocks the Cradle" é um excelente suspense, consegue envolver o espectador dentro da trama através do clima de tensão e medo criados pelo diretor Curtis Hanson. 

Lançado em 1992, este filme não tem nada de terror sobrenatural, ao contrário, tudo que é mostrado pode acontecer na vida real, é terror psicológico dos bons, aliás, dos melhores.

Tudo começa quando Claire Bartel (Annabella Sciorra), que é asmática e está grávida do segundo filho, procura um médico ginecologista para fazer um exame de rotina. O Dr. Victor Mott (John de Lancie) atende-a num quarto privado e ao examiná-la, passa dos limites e Claire acusa-o de assédio sexual.

Rapidamente aparece outras vítimas, e acuado, o Dr. comete suicídio, deixando sua esposa grávida. Após uma conversa com advogados, a viúva desmaia e acaba perdendo seu bebê, além de ficar estéril devido a cirurgia de emergência.
Seis meses mais tarde, depois de dar a luz a segundo filho, Claire leva uma vida tranquila junto à família, decide contratar uma babá para que a ajude. Assim conhece inesperadamente a Peyton Flanders (Rebecca De Mornay) quem parece ser a pessoa ideal para o posto.
O que ninguém na família imagina é que Peyton é a esposa do médico falecido e considera a Claire a causa de seus males e tragédias. Ela traça terríveis planos para se vingar de Claire.
Peyton ganha-se a confiança de Claire e de seu esposo Michael (Matt McCoy), um engenheiro biotecnológico, e de sua primeira filha, Emma (Madeline Zima). Em segredo ela amamenta o bebê e tenta jogar Emma contra sua mãe.
A próxima vítima é o marido de Claire, Peyton tenta seduzi-lo. Solomon (Ernie Hudson), que é um jardineiro aparentemente com alguma incapacidade mental, descobre os planos da babá, porém, ela se volta contra ele.
E todos que descobrem as armações da falsa babá são impedidos, de alguma forma, de contarem a verdade para Claire. Marlene Craven (Julianne Moore) é quem sofrerá consequências mais drásticas.
Assistir "A Mão que Balança o Berço" foi uma das melhores surpresas que tive em relação à filmes. Comecei a ver sem muitas expectativas, e, me surpreendi positivamente. Do ponto de vista técnico, é um filme mediano, porém, como espectadora considero um filme fantástico, que traz um enrendo envolvente e ótimas atuações. E pela primeira vez, torci pela vilã, ela tem um carisma que acaba ganhando a nossa simpatia.
A história é simples, sem nenhuma complexidade de roteiro, mas em compensação, apresenta personagens verossímeis, bem construídos e que não se mostram fracos em nenhum momento. É um suspense perfeitamente real, e como já dizia William Ross Wallace: "A mão que balança o berço é a mão que governa o mundo".

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 110 minutos
Categorias: Thriller, Suspense, Drama
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 9,3