10/09/2015

Filme: "Cinco Centímetros por Segundo (2007)"

"A velocidade com que as pétalas de cerejeiras caem, cinco centímetros por segundo."

"Byosoku Go Senchimetoru" é mais uma belíssima animação japonesa realizado pelo cineasta Makoto Shinkai, mesmo diretor dos filmes "Viagem para Agartha" e "Jardim das Palavras". O lançamento aconteceu em 2007.

Costumo dizer que animes possuem alguma porção mágica, porque conseguem me enfeitiçar. Ou me fazem chorar de soluçar, ou rir muito, ou no caso deste, que conseguiu deixar um nó na garganta sufocante, e não estou exagerando, o filme apresenta uma história tão humana, real e triste, que conseguimos sentir a dor dos personagens, mesmo sendo desenhos animados.

Os tons de cor-de-rosa das cerejeiras perto da estação, o passar do vento no cabelo dos personagens, os jogos de luz e de sombra, a neve caindo, servem para apaziguar a melancolia que o filme transmite.
O filme é divido em três partes: "Cherry Blossom", "Cosmonaut" e "5 Centimeters Per Second", e durante 63 minutos acompanhamos a história de Takaki Tono (Kenji Mizuhashi), que ainda está na escola primária e faz amizade com a aluna recém transferida Akari Shinohara (Ayaka Onoue). 
E assim inicia "Cherry Blossom". Por terem gostos e preferências similares, ambos se tornam muito ligados e íntimos. 
Os dois estão sempre juntos, porém, antes de chegarem aos últimos anos dos estudos, Akari acaba se mudando para outra cidade por causa do trabalho de seus pais, ocasionando a separação dos amigos.
A partir deste momento, eles passam a se comunicar por cartas, mas eventualmente a comunicação vai ficando mais esporádica com o tempo. Em seu último ano na escola, Takaki acaba sendo informado pelos pais que eles também irão se mudar de Tóquio para uma cidade chamada Kagoshima e isso iria mais do que dobrar a distância entre ele e Akari.
Diante deste fato, Takaki decide ir ao encontro da sua amiga, fazendo uma longa e cansativa viagem de trem. Esta viagem ocorre no inverno, e devido à nevasca, ocorre atrasos, deixando o garoto agoniado.
Finalmente, após 4 horas de atraso, Takaki reencontra Akari. Esse reencontro é emocionante, o garoto sente que suas vidas estão ligadas por toda a existência, porém, aquele encontro poderia ser o último de suas vidas.
Já em "Cosmonaut", passaram vários anos e Sumita Kanae (Satomi Hanamura), colega de Takaki, está completamente apaixonada por ele.
A garota faz de tudo para chamar a atenção de Takaki, no entanto, ele parece ter a mente em um lugar distante.
A última parte é "5 Centimeters Per Second", e Takaki volta para Tóquio, agora adulto, ele percebe que a dor pela perda de Akari lhe consumiu por dentro, fazendo-o perder tudo de bom que um dia teve e se tornar uma casca vazia.
Desiludido e triste, o rapaz caminha pela rua e, eis que... Não vou revelar mais nada, já contei muita coisa do enredo.
Temos nos créditos finais, além da bela canção "One More Time, One More Chance" (que deixa o coração apertado), imagens que mostram o cotidiano solitário de Takaki e Akari, um amor idealizado mas não consumado. Os sorrisos que não deram, as trocas de olhares que não aconteceu, a vida segue e ambos, tentando reviver o passado.
"Cinco Centímetros por Segundo" é uma das animações mais tristes e realistas que já assisti. As imagens em tons gélidos e melancólicos, os belos diálogos e toda a dor que os personagens transmite, realçam o lirismo que permeia a obra, e a trilha sonora dá o toque final.
A mensagem que o anime deixa é que o amor é tão lindo que mesmo no sofrimento de perdê-lo pode-se encontrar beleza. "Cinco Centímetros por Segundo" brinca com os percalços de suas vidas e cada espectador vai encontrando situações semelhantes às dos personagens.
"Sempre acabo procurando o seu sorriso em algum lugar. No cruzamento de vias, esperando o trem passar. Mesmo sabendo que você não estará lá. Se eu pudesse viver a vida novamente eu estaria ao seu lado a todo instante. E eu não precisaria de nada além de você em minha vida."

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 63 minutos
Categorias: Anime, Animação, Romance, Drama
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0