14/04/2015

Filme: "Medéia (1988)"

"Não existe pior sofrimento que o amor."

"Medea" é um belo filme, porém, tem a marca registrada do diretor Lars von Trier, tornando-o chocante. Um filme crú, obscuro e brutal sobre uma mulher perturbada que é capaz dos atos mais insanos após ser rejeitada pelo homem que ama.

Sem dúvida alguma, este filme dinamarquês fica marcado para sempre na mente do expectador e deixa um duradouro sentimento de como a miséria humana pode se manifestar. 

O cineasta Lars Von Trier realizou a encenação a partir do mito de Jasão escrito por Eurípedes e o roteiro de Carl T. Drey, nos apresentando uma obra-prima fantástica e de baixo orçamento. Seu lançamento aconteceu em 1988.

Jasão (Udo Kier) é o homem que desposa Medéia (Kirsten Olensen) e com ela tem dois filhos. Porém, a ânsia pelo poder lhe cega completamente, e em Coríntio que sua saga de amargura tem início.
Traindo todos os seus ideais de pai de família, ele decide noivar com a filha do rei Creonte, fato esse suficiente para que toda a prostração da amarga vida de Medea se faça agora num terrível misto de sofrimento e falta de sentido.
Medéia pede para que Jasão leve seus filhos e diz para um dos meninos entregar um presente a princesa e futura esposa de Jasão. Creúsa (Ludmilla Glinska) fica grata pelo adorno, mal sabendo que ao usá-lo receberá toda a fúria de Medéia.
Seu pai, ao vê-la agonizando, tenta ajudá-la sem êxito. E Jasão, ao se deparar com seus filhos pendurados em uma árvore, percebe o quanto foi inconsequente e o que essa sua inconsequência causou.
Medéia estava vivendo numa terra que não era a sua e carregava consigo a dor de ser repudiada e não ter a quem recorrer. Mas, após todo o sofrimento, ela solta seus cabelos e segue sua vida ao lado de um novo amor.
Lars von Trier utilizou-se de cores escuras  e tons sóbrios para criar a narrativa desta personagem da mitologia grega, uma mulher que teve sua vida marcada por conflitos e atitudes consideradas terríveis e de caráter frio e violento.
"Medéia" é um filme que exige bastante atenção por parte do expectador, este precisa estar atento aos acontecimentos e ter um conhecimento prévio sobre o mito grego. Só assim é possível perceber o interior da personagem e poder fazer uma leitura minuciosa de suas atitudes terríveis.
Gostei bastante do filme e recomendo para todos os apreciadores de bons filmes.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Classificação: 12 anos
Nota: 10,0

Confira o trailer do filme:



Apareceu NOT FOUND? Clique Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário