19/03/2015

101 Melhores Filmes: Década de 1950 - Parte 1

Estou organizando uma série de coletâneas com os 101 melhores filmes de cada década. São filmes de todos os gêneros e que ficaram marcados na minha memória e de todos os fãs de cinema.

Serão vinte postagens de cada década e cada postagem terá cinco filmes que já assisti e fazem parte do acervo de postagens no blog.

Um pouco da história do cinema nos anos 50, década que ficou marcada pelo período pós-guerra e pela divisão do mundo em dois blocos político-militares liderados pelas duas superpotências: EUA e URSS. Nessa década a TV se popularizou e, consequentemente o cinema sofreu um processo de desestabilização, precisando se readaptar a um novo método para reconquistar seus admiradores. Porém, a indústria cinematográfica nos presenteou com obras-primas de rara beleza e de excelente qualidade.

Confira a Parte 1 dos 101 melhores filmes da década de 1950.

Filme: "Um Corpo que Cai (1958)" - Estados Unidos da América

"Só um vagueia. Dois juntos, vão a algum lugar."
"Vertigo" foi dirigido por Alfred Hitchcock. Nessa obra-prima acompanhamos a vida de detetive John 'Scottie' Ferguson que acaba se aposentando após sofrer um terrível trauma. Contudo, seu amigo da época da faculdade lhe pede um grande favor, seguir sua esposa Madeleine. John aceita a tarefa e começa a seguir a mulher por todos os lugares, mas o detetive acaba descobrindo que Madeleine tem tendências suicidas e vai colocá-lo nas piores situações. Confira mais detalhes do filme em Um Corpo que Cai.

Filme: "Cantando na Chuva (1952)" - Estados Unidos da América


"Não há nada entre nós. Nunca houve nada entre nós. Apenas ar."
"Singin' in the Rain" foi dirigido por Stanley Donen e Gene Kelly. Nessa película encantadora vamos acompanhando as mudanças do cinema mudo para o cinema falado. Em meio aos números de sapateados protagonizados por Don Lockwood e seu amigo Cosmo Brown, assistimos o início do romance com a jovem aspirante a atriz Kathy Seldon e rimos das trapalhadas da atriz Lina Lamont, que possui uma voz horrível e é impedida de falar em público. Confira mais detalhes do filme em Cantando na Chuva.

Filme: "Rastros de Ódio (1956)" - Estados Unidos da América


"Ela não é mais minha sobrinha."
"The Searchers" foi dirigido por John Ford. Nesse faroeste eletrizante, acompanhamos Ethan Edwards que decide voltar para a casa do irmão após a Guerra Civil ter acabado. Mas os Comanches invadem a propriedade, matando a família e raptando as filhas do casal. Quando Ethan descobre o ocorrido, ele transforma a busca pelas sobrinhas no seu objetivo de vida, ele fica obcecado em matar os índios e seu ódio racista aflora. Durante a busca, Ethan encontra o corpo da sobrinha mais velha, mas ele não desiste de encontrar a outra menina e conta com a ajuda do sobrinho Martin. Confira mais detalhes do filme em Rastros de Ódio.

Filme: "Quanto Mais Quente Melhor (1959)" - Estados Unidos da América

"Bem... Ninguém é perfeito."
"Some Like It Hot" foi dirigido por Billy Wilder. Nesse filme acompanhamos as aventuras de Joe e Jerry, dois músicos desempregados que precisaram se disfarçar de mulher para fugir de uma perigosa guangue após terem presenciado o Massacre do Dia de São Valentim. Eles se juntam com uma banda composta apenas por mulheres e seguem rumo a Miami. Nessa viagem eles conhecem Sugar Kane, a vocalista da banda e Jerry se apaixona pela moça, mas ela acredita que ele é uma garota. É considerado a melhor comédia de todos os tempos. Confira mais detalhes do filme em Quanto Mais Quente Melhor.


Filme: "Crepúsculo dos Deuses (1950)" - Estados Unidos da América


"Eu ainda sou grande. Os filmes é que ficaram pequenos."
"Sunset Boulevard" foi dirigido por Billy Wilder. Nesse Fil-Noir conhecemos o roteirista Joe Gillis que se viu atolado em dívidas, e para escapar dos cobradores, acaba se refugiando na mansão de Norma Desmond, uma atriz do cinema mudo. Norma sonha em voltar às telonas e contrata Gillis para editar a história de Salomé, escrita pela atriz. O roteiro é péssimo, mas Gillis recebe um bom pagamento, porém, a convivência com Norma faz surgir um relacionamento estranho entre os dois que terá um final trágico. Confira mais detalhes do filme em Crepúsculo dos Deuses.

Um comentário:

  1. Ótima indicação de filmes, assisti-los é uma sensação de metamorfose tecnologia em comparação aos filmes atuais. Lindos filmes!

    ResponderExcluir