08/01/2015

Filme: "Se Eu Ficar (2014)"

"Às vezes, você faz escolhas na vida e, às vezes, as escolhas fazem você."

"If i Stay" pode até ser recheado de clichês, mas nem por isso deixou de ser uma bela história, até porque o foco deste filme não está no romance, e sim, nas escolhas que somos obrigados a fazer durante a vida. Por ser um filme intenso e com frases impactantes, acabei me colocando no lugar da personagem, e sinceramente, não sei o que faria se fosse desafiada da maneira como ela foi. 

"If i Stay" um filme sobre família, amizades, amor e a decisão entre morrer ou viver. Foi dirigido por R.J. Cutler e é baseado no best-seller de Grayle seu lançamento aconteceu em 2014.

No decorrer da postagem vou usar algumas das frases do livro que chamaram a minha atenção e provocaram questionamentos sobre minhas escolhas. Algumas das frases estão no filme também.

Na trama, Mia (Chlöe Grace Moretz) acreditava que a decisão mais difícil que teria que fazer na vida era escolher entre a música ou ficar com seu namorado Adan (Jamie Blackley).

"Não é incrível como a vida é uma coisa e então, de repente, torna-se outra? Sabe quando você tem momentos incríveis na sua vida em que tudo está dando certo e você até sente um medo de, de repente, tudo mudar?"
No entanto, um simples passeio com a família mudará a vida da garota para sempre. "Muitas vezes, o vento sopra contra a maré e a nossa vida, que parecia ser um sonho, vira de pernas para o ar e a gente pensa que não vai suportar.
E em questão de segundos, uma gravíssimo acidente coloca a sua vida em jogo. A garota se vê sozinha, perdida, invisível, e tenta entender o que estava acontecendo.

"A verdade é que os momentos bons jamais existiriam e seriam bons se não fossem os ruins, não é verdade? Acredito que precisamos passar por dificuldades e momentos dolorosos para darmos valor a cada momento que nos faz feliz e faz bater o nosso coração mais forte. Com a correria do dia-a-dia esquecemos de aproveitar cada segundo que temos porque a verdade é que nunca sabemos o dia de amanhã, o minuto seguinte, nosso próximo passo."
Aos poucos ela percebe que estava presa em um limbo entre a vida e morte. Desesperada, Mia corre pelos corredores do hospital para saber notícias dos seus pais Denny (Joshua Leonard) e Kat (Mireille Enos) e do irmão caçula Tedd (Jacob Davies).

"A vida é uma grande, uma gigantesca confusão. Mas essa também é a beleza dela. Se pararmos pra pensar, a vida é engraçada porque ela tem os dois lados da moeda, e muitas vezes, ao mesmo tempo. Quantas vezes você já não se viu diante uma situação sem saber qual lado seguir? As vezes não dá vontade de seguir os dois lados juntos? Ou nenhum?"
Durante o período em que seu corpo encontra-se em coma, Mia começa a reviver todo o seu passado, numa experiência extracorpórea, e, ao mesmo tempo, observa a reação de seus familiares, amigos e namorado.

"O segredo é o seguinte. Se vai viver, se vai morrer, depende de você. A vontade de lutar que tiver ai dentro deve trazer você para fora agora. A palavra morrer pode ter também outro sentido. Já ouviu falar que quem não vive intensamente todos os momentos está apenas sobrevivendo? Se entregar com o coração sem medo de ser feliz é fazer diferente."



As horas passam e Mia descobre que perdeu algo muito precioso, que mesmo que volte a viver, jamais terá de volta, pessoas e momentos.

"Muitas vezes nos vemos diante de uma rua com duas bifurcações e temos que escolher qual parece ser a melhor. E o medo de escolher a errada? Não diria errada, mas e se o arrependimento vir? E se quisermos voltar atrás? A grande questão é que na vida não podemos voltar no tempo e fazer diferente, então nossas escolhas são importantes demais e por isso tão assustadoras."

E agora Mia terá a chance de escolher entre ficar ou partir.

"Sabe quando você está num trem e ele escolhe por você qual bifurcação seguir? As vezes você quer ir para um lado mas a vida te empurra para o outro. E não há o que fazer a não ser aceitar, enfrentar e seguir em frente para a próxima escolha. Eu acredito que temos escolhas que fazemos e escolhas que a vida faz por nós, seja por nosso destino já estar traçado, seja pelo acaso, seja por uma força maior."
Antes de assistir, acabei lendo algumas críticas negativas sobre o filme e quando resolvi assistir, não esperava muita coisa, mas confesso, me surpreendeu. Não pelo romance, mas sim pela premissa espiritual. A forma como a história foi elaborada é tocante, impossível não se colocar na situação da personagem e avaliar as nossas próprias escolhas.
"Se Eu Ficar" é um filme para sentir e refletir.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 127 minutos
Categorias: Drama, Musical, Fantasia, Espiritualista
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 9,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário