12/01/2015

Filme: "Ata-Me! (1990)"

"E se de fato for amor, resistirá. Por que no fim das contas, o que tiver que vir, que venha, o que tiver que ir, que vá."

Dentre os filmes que assisti do diretor Pedro Almodóvar "Atame!" é o mais fraco, principalmente se for comparado com "A Pele que Habito" e "Carne Tremula" que são filmes esplêndidos.

E este filme é o típico estilo almodoviano, com relações humanas sendo exploradas ao máximo, muitas reviravoltas, sensualidade, personagens complexos que se perdem e se reencontram dentro das suas próprias loucuras. O lançamento do filmes aconteceu em 1990.

A trama inicia quando Ricky (Antonio Bandeiras) conquista a liberdade após passar anos em um reformatório psiquiátrico. Imediatamente, o rapaz procura Marina Osorio (Victoria Abril), uma bela mulher que é ex-atriz de filmes adultos e ex-viciada em heroína.
Marina está filmando um filme de terror 'B' do diretor Maximo Espejo (Francisco Rabal) que está tentando se recuperar de um sério derrame que o deixou preso em uma cadeira de rodas, mas nem isso impede os pensamentos inundados por delírios eróticos com sua musa.
Porém, Marina ignora-o e Ricky resolve invadir o apartamento dela. Ele exige ser marido e pai dos filhos de Marina, a jovem fica sem reação diante da agressividade e violência deste homem.
Ricky está completamente obcecado por Marina e decide deixá-la amarrada na cama até ela aprender a amá-lo. No entanto, algumas situações mudam o rumo dos acontecimentos.
Ricky é aceito pela sociedade como um homem normal, mas seus instintos são reflexos de uma vida desprovida de amor. Age com a impulsividade de um homem imaturo que não mede limites para atingir o objetivo de conquistar o amor da amada, a todo custo.

Às vezes, ele se apresenta atento as necessidades de Marina e até se mostra benévolo em algumas situações, mas com a resistência de Marina, ele se transforma em um homem perigoso.
Entretanto, Ricky consegue sensibilizar sua amada após retornar para o apartamento com o corpo cheio de hematomas, numa tentativa frustada para conseguir substâncias para ela. Nesse momento inicia uma sequência de cenas sensuais e provocantes.
Pedro Almodóvar comentou sobre esta sequência: "As cenas de amor de Ata-Me! é aquela de que mais me orgulho; é absolutamente física e muito natural, muito alegre, e os personagens dizem coisas muito forte, mas de modo muito natural."
"Ata-me!" é uma estranha história de amor, ora romântica, ora assustadora, mas sobretudo mostra as descobertas de um homem imaturo e inconsequente, que buscava apenas um grande amor. 

Outra coisa muito interessante neste filme é o jogo de cores com seus detalhes em vermelho e verde, mudando apenas a tonalização destas duas cores contrastantes. 
"Ata-Me!" é um filme interessante, envolvente, que recomendo.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 101 minutos
Gênero: Drama, Comédia, Policial, Romance
Classificação: 16 anos
Minha Nota: 9,1