26/01/2015

Curta-metragem: "A Pequena Vendedora de Fósforos (1928)"

"La Petite Marchande D'allumettes" é um curta-metragem dirigido por Jean Renoir, sendo uma adaptação do conto de Hans Christian Andersen. Seu lançamento aconteceu em 1928.

O curta tem 31 minutos de duração. Para escrever esta postagem vou resumir o conto, mas recomendo para todos a sua leitura, é belo, triste e poético, assim como este pequeno clássico.

Era a última noite do ano, fazia muito frio e a nevasca só aumentava. É nesse cenário congelante que se encontra uma linda e pobre garotinha, ela tentava vender pequenas caixas de fósforos. Estava mal agasalhada e calçava velhos chinelos enormes para seus pés congelados pela neve.
A garota oferece seus fósforos, mas ninguém compra e ela não consegue nenhuma moeda. Ela fica admirando pela vidraça embasada, uma confraternização de final de ano que estava acontecendo ali perto.
Tremendo de frio e sentindo muita fome, ela era a verdadeira face da miséria. O cheiro de comida pairava pelo ar e a menina caminha solitária pelas ruas escuras da cidade. Em uma esquina, onde havia duas casas, ela senta embaixo de uma tábua, mas alguém retira a tábua e a garota fica ao relente. 
A garota não ousou voltar para casa, pois sem nenhuma moeda no bolso, provavelmente seria espancada pelo pai. Mesmo com as mãos duras por causa do frio intenso, a menina acende os fósforos para se aquecer e a chama luminosa, de repente a coloca dentro de um mundo maravilhoso.
Quando a chama apagou, seu sonho encantado também desapareceu, mas ela ela risca o segundo fósforo e o mundo dos seus sonhos reaparece. E assim por diante.
No entanto, era apensas delírios de uma menina pobre que só queria um pouco de atenção e carinho. E ali ela ficou no relento, com a neve caindo sobre seu rosto. Quando o dia raiou, as pessoas observavam aquela cena, mas eles não sabiam como eram lindos os sonhos daquela garotinha.
"A Pequena Vendedora de Fósforos" é uma pequena obra-prima, bela, triste e poética. Mas acima de tudo provoca reflexões profundas nos expectadores sobre miséria, fome, indiferença, abandono, tristeza, solidão. 

Mais detalhes do curta-metragem na página do IMDb

Classificação: Livre
Nota: 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo Correspondente