15/12/2014

Filme: "PI (1998)"

"Quando era criança minha mãe falou para eu não olhar para o sol... quando eu tinha 6 anos eu olhei!"

"PI" é um filme genial e intenso. Foi o primeiro grande filme do diretor Darren Aronofsky, mesmo diretor de outros filmes incríveis como "Noé", "Cisne Negro", "Réquiem para um Sonho" e "Fonte da Vida". Seu lançamento aconteceu em 1998.

Essa ficção científica é bem simples na sua concepção, porém, complexa para compreensão, sendo daqueles filmes feitos para exercitar a mente e colocar todos os neurônios para trabalharem.

A aparência do filme já é bastante perturbadora, pois é feito em P&B poroso. A história tem início com os números que 'definem o PI' (3,14...) misturados com teorias matemáticas complexas.


Então conhecemos Maximillian Cohen (Sean Gullett), um matemático que vive em Manhattan, escondido da luz do sol, que provoca fortes dores de cabeça, ele também evita contatos com outras pessoas.
Ele está sempre trancado em casa junto ao seu supercomputador, e através dessa máquina, Max compreende toda a existência da vida na Terra.
Às vezes, Max se encontra com seu professor Sol (Mark Margolis) que devido um problema de saúde, deixa de lado os padrões numéricos e refugia-se no GO (xadrez chinês - tabuleiro aparentemente finito, mas que dá ao jogador infinitas jogadas, tornando-se impossível prever as jogadas futuras).
Nas poucas vezes que Max sai de casa, ele conhece o judeu Lenny Meyer (Ben Shenklberg (III)), um homem misterioso que também trabalha com números. No entanto, o judeu usa o Torá (livro sagrado da Cabala) para tentar encontrar padrões universais.
Durante as conversas com Lenny, um número se evidência, o "216", e isso começa a deixar Max perturbado, pois o rapaz passa a enxergar o número em todos os lugares. Isso tem relação com paranoia, onde um determinado número pode ser encontrado em qualquer lugar se a pessoas estiver obcecada por ele. Mas, para os judeus, o número 216 tem um significado ainda maior, ele seria a chave de algo grandioso.
Seria o número Divino, um código enviado por Deus, destinado a uma pessoa iluminada. E a vida tranquila de Max torna-se frenética, sendo perseguido por pessoas que fazem parte de uma importante firma de Wall Street, que querem obter o seu conhecimento.
Contudo, a organização religiosa da qual Lenny participa também passa a perseguir Max. E agora ele é o próprio número tão desejado por essas organizações.
O interessante deste filme são as incertezas do jogo. O expectador não ter certeza se aquilo tudo que está vendo é real ou é apenas fruto da imaginação de um homem solitário e perturbado. A vida de Max é semelhante à bolsa de valores, instável. E quanto mais próximo ele chega do conhecimento, mais situações surreais acontecem em sua vida.
Portanto, "PI" é um filme enigmático e curioso, que acaba despertando o interesse do expectador pelos números, pois quanto mais Max se depara com o número de 216, mais o expectador compreende que esse número tem relação com tudo que existe no planeta.

Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 84 minutos
Gênero: Suspense, Ficção Científica, Drama, Surrealismo
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 9,6

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo Correspondente