22/12/2014

Filme: "De Ilusão Também Se Vive (1947)"

"Tão velho quanto a sua língua e um pouco mais velho que seus dentes."

"Miracle on 34th Street" é um clássico de Natal tão grandioso e profundo quanto "A Felicidade não se Compra" de 1946. Foi dirigido por George Seaton e seu lançamento aconteceu em 1947. 

É uma comédia natalina maravilhosa, que passa belas mensagens e que nos faz acreditar na existência do Papai Noel. Com certeza essa clássico em P&B vai fazer parte de todos os meus Natais, pois faz bem ao coração assistir filmes especiais como este.

Recebeu indicações ao Oscar na categoria de Melhor Filme e venceu nas categorias de Melhor Ator Coadjuvante e Melhor História Original. A partir de 2005 entrou para a categoria de filmes protegidos pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos. Existem quatro refilmagens, dentre elas está a mais recente "Milagre na Rua 34" e um musical na Broadway.

Conhecemos um simpático idoso, de barbas longas e brancas, que passeia pela cidade de Nova York e fica indignado quando percebe que um homem bêbado, fantasiado de Papai Noel, está fazendo um desfile para a Loja de Departamentos Macy's.
Ele entra na loja e reclama com a encarregada do desfile, Doris Walker (Maureen O'Hara) e ela acaba convencendo-o a assumir o lugar do Papai Noel e atender crianças na Rua 34.
O senhor Kris Kringle (Edmund Gwenn) começa a indicar outras lojas aos pais das crianças quando não é possível atender os pedidos na Macy's e, todos os funcionários da loja são instruídos a fazer o mesmo.
Kris vai morar com o jovem advogado Fred Gailey (John Payne), vizinho de Doris e conhece Susan Walker (Natalie Wood), filha dela. O idoso descobre que Susan não acredita em Papai Noel e decide provar para a menina e sua mãe que o bondoso velhinho existe realmente.
Granville Sawyer (Porter Hall) que é um psicólogo egoísta da Loja Macy's declara guerra ao bondoso velhinho. Ele envia o senhor Kris para um sanatório, onde já estivera internado no passado. 
No entanto, seu colega de casa Fred resolve mover um processo no Tribunal de Nova York para provar que Kris é o verdadeiro Papai Noel.
Mas como alguém poderia provar objetivamente a existência do Papai Noel, e que ele estava ali, sentado no banco dos réus da Corte de Nova York, e ainda conseguir o respaldo dessa afirmação numa grande instituição pública americana, mas Fred não poupará esforços para ganhar essa causa.
Parece uma missão difícil, mas que alcança proporções inacreditáveis, e assim, transformará o Natal de todos, especialmente da pequena Susan, que não só volta a acreditar no Papai Noel, como comprova a sua existência real.
"De Ilusão Também Se Vive" é um adorável filme natalino que conta com uma narrativa original  e excelentes atuações de grandes nomes do cinema clássico. Sem dúvida, esta obra é uma preciosidade do cinema, e mesmo após quase 80 anos de produção, ainda encanta e emociona crianças e adultos.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 96 minutos
Categorias: Drama, Família, Comédia, Clássico
Classificação: Livre
Minha Nota: 10,0