22/11/2014

Filme: "Um Conto do Destino (2014)"

"Um sonho não é uma ferramenta para este mundo, e sim um portal para o próximo."

"Winter's Tale" é um conto atemporal e bem bonito, porém,  a trama não conseguiu me empolgar. Contou com a direção de Akiva Goldsman, sendo uma adaptação do best-seller de mesmo nome, do escritor Mark Helprin. Seu lançamento aconteceu em 2014.

O slogan do filme tem a seguinte frase: "Esta não é uma história real, este é um amor real" e passa  a impressão de ser um romance comum, no entanto, vemos a ausência da história de amor, e sim, muito elementos sobrenaturais. 

A trama entrelaça cenas de Nova York do início do século XX com outras cenas que se passam em pleno 2014. Tudo começa num rigoroso inverno, quando Peter Lake (Colin Farrell), um mecânico irlandês, está fugindo de uma gangue inimiga.
Ele encontra um cavalo branco com uma capacidade extraordinária de saltar e foge. Peter vai parar numa mansão, aparentemente vazia, e resolver roubá-la, mas durante o furto ele descobre que não está sozinho na casa. 
Encontra-se na mansão a jovem Beverly Penn (Jessica Brown Findlay), ela sofre de tuberculose. Rapidamente surge uma paixão entre o dois e eles iniciam um relacionamento. 
Entretanto, Pearly Soames (Russel Crowe) e sua gangue continuam perseguindo Peter e não demora muito para descobrirmos a verdadeira identidade de Pearly. Ele é um demônio muito próximo de Lúcifer (Will Smith).
Além do mais, Beverly tem apenas mais uns dias de vida. O lindo amor que nasce entre o ladrão e a jovem rica está com os dias contados.
E acontece uma passagem do tempo de um século, Peter aparece ainda jovem, porém, sem memória. Mas algo acontece que faz o rapaz lembrar de todo o seu passado, inclusive do grande amor que sentia por Beverly.
Um Conto do Destino
No universo de "Um Conto do Destino" cada pessoa tem a possibilidade de realizar um milagre para outra, mas Peter foi impedido pelo Demônio, de operar o seu milagre em Beverly. Porém, a chance de realizar o milagre chegou.
O filme fez surgir tantas perguntas sem repostas que só posso conclui-lo como muito confuso. A trama não conseguiu prender a minha atenção e já é possível prever as minhas dificuldades em escrever sobre este filme. 

Visualmente, o filme é muito bonito, a fotografia é impecável, mas o enrendo demasiadamente fantasioso, impediu que a trama engrenasse. Tem momentos que até parece que vai, mas empaca novamente, e após o terceiro ato tudo desanda de vez.
Com um elenco de primeira, o filme tinha muitas chances de ser marcante, mas conseguiu se tornar o fiasco do ano, pois toda a beleza e poesia que havia na história se perde logo no inicio.
Mais detalhes do filme na página do IMDb

Duração: 118 minutos
Gênero: Fantasia, Mistério, Drama
Classificação: 12 anos
Minha Nota: 6,5