25/11/2014

Filme: "O Grande Hotel Budapeste (2014)"

"Até que enfim um pouco de civilidade neste açougue que é o mundo!"

"The Grand Budapest Hotel" é um filme perfeito. O diretor Wes Anderson conseguiu apresentar uma história original, extravagante, sofisticada, com cores fortes e impecáveis, os enquadramentos são geniais e os personagens são cativantes e inesquecíveis. 

O diretor Wes Anderson consegue contar uma história dentro de outra, dentro de mais outra e isso é algo encantador, e o melhor, o filme não é cansativo. O expectador passa de um plano para o outro, sem perder-se dentro da história. É uma mistura de comédia com drama imperdível.

Recebeu indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original, Melhor Fotografia, Melhor Edição. Foi vencedor nas categorias de Melhor Designer de Produção, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem e Cabelo e Melhor Trilha Sonora.

A trama começa quando o Autor (Tom Wilkinson), já idoso, relembra como descobriu a história que faz parte do seu trabalho mais famoso.
Algumas décadas antes, ele se hospedou no Grande Hotel Budapeste e lá conheceu Zero Moustafa (Tony Revolori), que apesar de dormir em um quarto minúsculo, possui uma ligação muito forte com o lugar.
A partir desse momento acompanhamos as narrações do homem explicando como conheceu o concierge do hotel, um certo mousieur M. Gustave (Ralph Fiennes). 
Gustave levava suas funções muito a sério, satisfazia sexualmente todas as clientes idosas que se hospedavam no hotel e mantinha os funcionários sempre atentos às suas obrigações.
E Zero Moustafa passa a ser educado por Gustave. Os dois juntos se envolvem em inúmeras confusões após a morte da Madame D (Tilda Swinton). A mulher era milionária e deixa um quadro muito valioso para Gustave. Isso desagrada profundamente o herdeiro Dimitri (Andrey Brody).
Gustave passa a ser perseguido pelo assassino profissional Jopling (Willem Dafoe), além de ser acusado por um crime que não cometeu, ele conta com a ajuda de Zero para provar que é inocente. 
Seu maior desejo é retornar para o hotel que serve como lar para ambos. Nesse mesmo momento, um movimento fascista ameaça tomar conta do país.
Após o roubo da valiosa obra de arte, muitas situações inusitadas acontecem, algumas cômicas, outras comoventes.
"O Grande Hotel Budapeste" possui uma atmosfera clássica, isso já deixa o filme bem interessante, já que não é algo comum de vermos em filmes da atualidade. 
O destaque é para esse elenco de peso, grandes astros e estrelas que atuaram perfeitamente. A trilha sonora é incrível e a direção é impecável, Wes Anderson é desses diretores considerados uma raridade, assistir um filme dele desperta no expectador o desejo de conhecer a filmografia completa, independente de qual seja o assunto das suas obras.
Mas é impossível não destacar a fotografia, "O Grande Hotel Budapeste" é um verdadeiro espetáculo visual, algo belíssimo aos nossos olhos, cada cena nos transporta a um mundo mágico, com cores fortes e paisagens fascinantes.
"O Grande Hotel Budapeste" é o exemplar de um filme perfeito. Obra de arte de raríssima beleza e de altíssima qualidade. É uma das grandes apostas ao Oscar e certamente receberá indicações e estatuetas.
Mais detalhes na página do IMDb

Duração: 99 minutos
Gênero: Comédia, Aventura, Drama
Classificação: 14 anos
Minha Nota: 10,0

Conteúdo Correspondente